www.publico.ptpublico.pt - 17 mar 12:18

Robert Wilson e Isabelle Huppert no Festival de Almada

Robert Wilson e Isabelle Huppert no Festival de Almada

Encenador norte-americano e actriz francesa são os primeiros nomes anunciados para o festival de teatro.

Com uma encenação de um monólogo de Darryl Pinckney, o Festival de Almada vai trazer na sua próxima edição dois monstros do teatro: o mítico encenador norte-americano Bob Wilson e a muito aclamada actriz francesa Isabelle Huppert.

Bob Wilson vai dirigir Isabelle Huppert em Mary Said What She Said, anunciou a Companhia de Teatro de Almada, ao divulgar os primeiros nomes do 36.º Festival de Almada que vai decorrer em Julho.

Em Mary Said What She Said, Huppert é a Rainha Maria da Escócia, num espectáculo que estreia a 22 de Maio no Espace Cardin, em Paris, numa produção do Théâtre de la Ville, que é dirigido pelo encenador luso-francês Emmanuel Demarcy-Mota. “O sempre inventivo Robert Wilson oferece à grande Isabelle Huppert o trono da Rainha Maria da Escócia, a soberana que, por causa das suas paixões, perdeu a coroa”, diz o comunicado de imprensa do Festival de Almada, citando o dramaturgo norte-americano Darryl Pinckney.

O espectáculo, que tem também cenografia de Robert Wilson e figurinos de Jacques Reynaud, será apresentado no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, nos dias 13 e 14 de Julho, uma vez que a programação do Festival de Almada, como é habitual, decorre numa dezena de espaços espalhados por Almada e Lisboa.

Na última vez que esteve em Lisboa, em 2017 durante o festival de cinema LEFFEST, Isabelle Huppert citava, numa entrevista que deu ao PÚBLICO, Bob Wilson para explicar a razão por que representa cada vez menos e que prefere, sobretudo, reagir ao que acontece: “Bob Wilson defende que a representação, o teatro ou o que quer que seja o espectáculo, não é outra coisa a não ser improvisação. No sentido profundo do termo — não aquilo que as pessoas imaginam de forma caricatural. As pessoas perguntam sempre: ‘Aquilo foi improvisado ou não?’ Podemos responder que nada foi improvisado e que tudo foi improvisado. Porque, por definição, o jogo é improvisação, é uma coisa que se inventa à medida que o fazemos. Não quer dizer que não seja preparado antes.”

A programação integral do 36.º Festival de Almada, que decorre entre 4 e 18 de Julho, será apresentada no dia 14 de Junho na Casa da Cerca, em Almada. As assinaturas de bilhetes para todos os espectáculos serão colocadas à venda durante o mês de Abril nos locais habituais.

11
1