observador.ptobservador.pt - 17 mar 10:19

Número de mortos em ataque na Nova Zelândia sobe para 50. Corpos começam a ser entregues às famílias

Número de mortos em ataque na Nova Zelândia sobe para 50. Corpos começam a ser entregues às famílias

Há ainda 34 feridos hospitalizados no hospital de Christchurch, sendo que 12 estão em estado grave. A primeira-ministra da Nova Zelândia adiantou que os corpos vão começar a ser entregues às famílias.

Subiu para 50 o número de vítimas mortais do ataque terrorista da passada sexta-feira a duas mesquitas em Christchurch, escreve o jornal New Zealand Herald, adiantando que a vítimas mais velha tem 60 anos e a mais nova tem apenas dois anos. Há ainda 34 feridos hospitalizados no hospital de Christchurch, sendo que 12 estão em estado grave e a receber tratamento intensivo.

A primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, disse que os corpos das 50 pessoas mortas nos ataques vão começar a ser entregues às famílias no final deste domingo. Ardern explicou que apenas um pequeno número de corpos será entregue inicialmente e os restantes até quarta-feira. A lei islâmica exige que os corpos sejam limpos e enterrados logo que possível após a morte, geralmente dentro de 24 horas.

O atirador, um australiano de nome Brenton Tarrant, foi já presente ao juiz Paul Kellar, do tribunal distrital, que lhe leu uma acusação de homicídio. Brenton Tarrant, agora preso preventivamente, vai regressar ao tribunal a 5 de abril. Entrou no tribunal algemado e acompanhado por dois polícias e esteve perante o juiz cerca de um minuto.

A polícia acredita que o suspeito agiu sozinho, embora pouco depois de o ataque tivessem sido detidas outras três pessoas. De acordo com a o comissário da polícia neozelandesa, Mike Bush, os três detidos não estavam, afinal, envolvidos no atentado.

4
1