sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 16 mar 14:28

Criança de 3 anos morreu nos braços do pai depois de ser baleado durante ataque na mesquita

Criança de 3 anos morreu nos braços do pai depois de ser baleado durante ataque na mesquita

É uma das vítimas mais novas dos ataques nas mesquitas e acabou por morrer nos braços do pai depois de chamar a atenção do terrorista

Os órgãos de comunicação social começam agora, passado um dia a divulgar as identidades das 49 vítimas mortais dos ataques terroristas na Nova Zelândia e, até agora, uma das histórias que mais impressão pode causar é a de um rapaz de apenas três anos, que morreu baleado nos braços do pai que se fingia de morto após ter sido baleado pelo atirador.

A criança chamava-se Mucad Ibrahum e, de acordo com o Mirror, a criança estava a participar nas orações de sexta-feira com o pai e com o irmão mais velho, quando o atirador entrou a disparar na mesquita Al Noor.

O irmão mais velho de Mucad consegui fugir par fora da mesquita, mas o pai e o irmão não tiveram a mesma sorte.

Segundo escreve o mesmo jornal, Mucad terá tentado sair dos braços do pai, o que chamou a atenção do atirador, acabou por o matar.

21
1