expresso.ptexpresso.pt - 14 mar 20:25

EUA. Senado vota contra declaração de emergência nacional

EUA. Senado vota contra declaração de emergência nacional

Grupo de 12 senadores republicanos juntou-se aos democratas para revogar a medida excecional anunciada por Donald Trump. Presidente norte-americano já anunciou que vai vetar a decisão do Senado

O Senado norte-americano votou esta quinta-feira contra a declaração de emergência nacional na fronteira entre os EUA e o México. Um grupo de 12 senadores republicanos juntou-se aos democratas para revogar a medida excecional anunciada por Donald Trump.

Na semana passada, o líder da maioria republicana no Senado norte-americano, Mitch McConnell, já tinha afirmado que a câmara deveria recusar o financiamento do muro na fronteira com o México ao abrigo da declaração de emergência. Quatro senadores admitiram mesmo nessa altura que votariam contra essa medida, entre eles Rob Portman.

Este senador republicano do estado norte-americano de Ohio defendeu que a declaração de emergência nacional constituía um “perigoso novo precedente”, alertando ainda que essa medida “abre a porta no futuro a que Presidentes implementem simplesmente qualquer política que queiram”, refere a CNN.

Ver Twitter

Trump reagiu de imediato no Twitter, com um primeiro post seco, onde se lê apenas a palavra veto com letras maiúsculas seguidas de um ponto de exclamação: (“VETO!”).

Menos de 30 minutos depois, o Presidente norte-americano voltou ao ataque, anunciando noutro post que vai vetar a decisão dos democratas. “Estou ansioso por vetar a resolução inspirada pelos Democratas que acabou de ser aprovada, que vai abrir as fronteiras e aumentar o crime, as drogas e o tráfico no nosso país”, escreveu o líder dos EUA.

Trump dirigiu ainda uma palavra de agradecimento aos “fortes Republicanos” que votaram para apoiar a segurança na fronteira: “Nós precisamos desesperadamente do muro”, rematou.

Até agora, Trump tem mantido firme a intenção de avançar com a construção do muro. Ainda esta segunda-feira, o conselheiro económico da Casa Branca, Larry Kudlow, revelou que o Presidente norte-americano irá propor no orçamento federal do próximo ano o montante de 8,6 mil milhões de dólares (7,7 mil milhões de euros) para construir o muro na fronteira entre os EUA e o México.

5
1