desporto.sapo.ptdesporto.sapo.pt - 14 fev 09:31

Bruno de Carvalho garante que Ricciardi lhe pediu 'perdão' de joelhos

Bruno de Carvalho garante que Ricciardi lhe pediu 'perdão' de joelhos

Antigo presidente do Sporting revela episódio curioso com antigo banqueiro do BES na sala de direção de Alvalade....

Bruno de Carvalho dedicou uma parte do seu livro à relação que teve com o José Maria Ricciardi, ex-presidente do Banco Espírito Santo Investimento (BESI) e antigo candidato à presidência do Sporting nas últimas eleições ganhas por Frederico Varandas.

Em mais um excerto do livro, 'Sem Filtro - As histórias dos Bastidores da Minha Presidência', publicado esta quinta-feira pela revista 'Visão', Bruno de Carvalho garante que Ricciardi "não teve qualquer influência na reestruturação" do Sporting e que chegou mesmo a mostrar arrependimento por não ter apoiado o ex-presidente desde o início num episódio caricato.

"[Ricciardi] não teve qualquer influência na reestruturação [que o Sporting alcançou com a banca]. Esteve em algumas reuniões, a meu pedido, mas manifestou sempre grande desconhecimento dos assuntos que estávamos a debater", pode ler-se no excerto do livro de Bruno de Carvalho

"A ideia de ter ajudado o Sporting nesses assuntos não é real, embora ele nunca tenha mostrado problema algum em ficar com esse rótulo", acrescentou Bruno de Carvalho para depois revelar que foi Joaquim Góis, administrador do BES, a trabalhar com o Sporting na reestruturação.

"[Ricciardi] Era uma das pessoas que queriam que caíssemos pouco tempo depois de termos tomado posse. Não tenho dúvidas de que, mesmo depois de alcançarmos a reestruturação, ele não era muito favorável. Passados uns meses, porém, parecia ter mudado de opinião e confessava estava rendido ao nosso trabalho", frisou Bruno de Carvalho sobre Ricciardi para depois revelar um episódio caricato com o ex-banqueiro.

"Vivi uma história bizarra com ele. Estávamos a sala da direção em Alvalade, com a porta aberta, a falar normalmente. De repente põe-se de joelhos à minha frente e agarra-me as pernas. 'Perdoe-me, perdoe-me. Estava tão enganado ao longo destes últimos 20 anos. Cometemos tantos erros. Obrigado por tudo o que está a fazer pelo Sporting'", terá dito Ricciardi. "Fiquei atónito com aquela reação: 'Oh homem, está tudo perdoado, mas por favor, levante-se do chão. Passa aqui alguém, veem-no de joelhos e ainda ficam a pensar outra coisa. Largue-me as pernas por favor.' E ele lá se levantou e parou com aquela figura."

"Quem é que imagina um homem como Ricciardi, de joelhos, a pedir desculpa? Mas é uma realidade, venha ele desmentir ou não", prossegue Bruno de Carvalho no texto.

Bruno de Carvalho garante ainda que Ricciardi lhe virou as costas a partir do momento em que se recusou a renovar com Jorge Jesus.

"A verdade é que ele [Ricciardi] e o Jorge [Jesus] passavam muito tempo juntos. Em muitos almoços. Eram amigos", garante Bruno de Carvalho para depois recordar que os problemas com Ricciardi atingiram o pico na mesma altura qem que o ex-presidente do Sporting e a mulher passavam muito tempo no hospital, devido à gravidez de risco de Joana Ornelas.

"Num desses dias fui brindado com umas declarações de Ricciardi à comunicação social, em que me lançou fortes ataques, dizendo que eu deveria abandonar a presidência do Sporting. Este era o mesmo homem que se tinha ajoelhado tempos antes perante mim. O mesmo homem que me fazia rasgados elogios."

Newsletter Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email. Notificações SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações. Na sua rede favorita Siga-nos na sua rede favorita.
23
1