www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 14 fev 07:53

EUA deverão dar mais 60 dias às tréguas com a China para permitir acordo

EUA deverão dar mais 60 dias às tréguas com a China para permitir acordo

O presidente Donald Trump está a considerar prolongar por 60 dias o prazo fixado para as negociações com Pequim, se as conversações com as autoridades chinesas esta semana gerarem progressos, que abram a porta a um acordo.

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump está considerar estender por 60 dias a trégua comercial com a China, que deveria terminar a 1 de março, para dar mais tempo aos dois países para chegarem a um acordo, avança a Bloomberg, que cita fontes próximas das negociações.

Na terça-feira, o líder da Casa Branca já havia admitido prolongar a data-limite a partir da qual – e à falta de entendimento com Pequim - a tarifa aplicada sobre 200 mil milhões de dólares de importações chinesas subirá de 10% para 25%.

Donald Trump afirmou, nessa altura, que, se os dois países estivessem próximos de um acordo que incluísse mudanças profundas nas políticas económicas da China, estaria disposto a deixar resvalar o prazo ligeiramente além de 1 de março, ainda que não estivesse "inclinado" a fazê-lo.

De acordo com as fontes citadas pela agência noticiosa, o presidente dos Estados Unidos está agora a considerar um prolongamento de 60 dias, o que permitiria que as negociações com Pequim prosseguissem até ao final de abril.

As negociações com a China "estão a correr muito bem", afirmou Trump na Sala Oval, esta semana. "Estão a mostrar-nos um enorme respeito".  

A Bloomberg adianta que a China havia proposto um prolongamento de 90 dias, uma ideia que terá sido rejeitada pelo lado norte-americano.

O Representante dos EUA para o Comércio, Robert Lighthizer e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, estão em Pequim para a última ronda de conversações de alto nível com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, esta quinta e sexta-feira, sendo que Lighthizer ainda se poderá encontrar também com o presidente chinês Xi Jinping até ao final da semana. A Bloomberg concretiza que a disponibilidade de Trump para estender o prazo pode depender do resultado dessa reunião.

Trump já indicou que precisará desse encontrar com Xi Jinping para chegar a um acordo final. Embora ainda não exista um data para essa reunião, um assessor da Casa Branca disse esta semana que o presidente dos EUA quer encontrar-se com o seu homólogo chinês para tentar fechar esse entendimento.

4
1