www.sabado.ptleitores@sabado.cofina.pt (Sábado) - 13 fev 07:00

Os perigos dos alimentos

Os perigos dos alimentos

São valores preocupantes: em 97% das amostras analisadas pela Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar foram detetados vestígios de pesticidas. E 25% das culturas em todo o mundo estão contaminadas por fungos que produzem micotoxinas - Opinião , Sábado.

Ao sair da entrevista com Cristina Carvalho, investigadora na Faculdade de Farmácia de Lisboa, a jornalista Susana Lúcio vinha apreensiva. Percebeu que o peixe -espada é um dos mais contaminados com mercúrio, um metal pesado que pode provocar problemas neurológicos – por isso, o seu consumo deve ser evitado por crianças. Esse era precisamente o peixe que mais lhe davam na infância. "Comi tanto que enjoei", confessou. E também descobriu que hoje em dia é mais seguro comprar peixes de aquacultura do que alguns de alto-mar, casos do espadarte ou do atum fresco.

Na sua investigação para o artigo de capa desta semana, sobre os perigos dos alimentos, encontrou números procupantes: por exemplo, em 2017 foram detetados vestígios de substâncias tóxicas em 97% das 84.000 amostras analisadas pela Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar. Os valores estão dentro dos limites legais, mas os especialistas temem os efeitos que a mistura de vários no mesmo produto – os chamados cocktails de pesticidas – possa ter na saúde.
Mas há mais. Estima-se que cerca de 25% das culturas em todo o mundo estejam contaminadas por fungos que produzem micotoxinas. Uma reportagem inquietante.

Deixar o Governo "em polvorosa"
O jornalista Alexandre R. Malhado foi tentar perceber de que forma a Juventude Socialista é uma "catapulta para o poder". Afinal, vários ex-líderes da JS chegaram a ministros ou secretários de Estado. Hoje há 14 membros da JS, alguns deles acabados de sair da faculdade ou sem experiência na área, em gabinetes ministeriais, autarquias socialistas e na bancada parlamentar do PS.
Enquanto fazia a sua pesquisa, vários chefes de gabinete foram consultar o seu LinkedIn. E um assessor até o contactou para saber o que estava a fazer, pois estava a "deixar tudo em polvorosa" no Governo.

Joana Vasconcelos em Serralves

Filipa Teixeira acompanhou Joana Vasconcelos durante a instalação da sua mais recente exposição, no Porto. A certa altura, iam a caminhar pelos jardins de Serralves e repararam num casal de amigos sentados num grande bule. "Já estão a inaugurar a obra", exclamou a artista plástica, divertida, que se juntou a eles naquele imaginário de Alice no País das Maravilhas.

Durante o tempo que percorreram as várias obras, do anel Solitário aos sapatos gigantes Marilyn, a jornalista da SÁBADO e a artista foram "espiadas" por um drone – acabaram salvas por uma gaivota que "atacou" o objeto voador. Se já existe um Lilicoptère no portfólio de Joana Vasconcelos (um helicóptero cor-de-rosa feito de penas de avestruz, cristais Swarovski ou tapetes de Arraiolos), quem sabe se em breve não surgirá um Drone-gaivota no seu ateliê.

3
1