observador.ptobservador.pt - 12 fev 15:51

Portugal participa pela 1.ª vez na principal feira de turismo de Israel

Portugal participa pela 1.ª vez na principal feira de turismo de Israel

A International Mediterranean Tourism Market decorre esta terça e quarta-feira, em Telavive e conta com a participação de 10 empresas portuguesas e das várias regiões, segundo o Turismo de Portugal.

Portugal participa, pela primeira vez, na International Mediterranean Tourism Market (IMTM), a principal feira de turismo em Israel, com o objetivo de promover o país enquanto destino turístico e a sua herança judaica.

A International Mediterranean Tourism Market decorre esta terça-feira e a quarta-feira, em Telavive, Israel, e conta com a participação de 10 empresas portuguesas e das várias regiões, segundo o Turismo de Portugal. “A presença nesta feira internacional insere-se no âmbito da Estratégia Turismo 2027, com uma forte aposta na diversificação de mercados para Portugal, na diversificação de produtos e no alargamento do turismo a todo o território”, refere o Turismo de Portugal em comunicado.

De acordo com a mesma fonte, Portugal tem cerca de 30 locais “onde se testemunha” a herança judaica.

A presença, pela primeira vez, de Portugal na feira internacional de turismo de Israel materializa a aposta que estamos a fazer no mercado judaico. Portugal tem uma história riquíssima ligada ao judaísmo — foi da Península Ibérica que saíram os judeus sefarditas, e existem 29 locais em todo o país com herança judaica, a maior parte deles no interior. Portugal é um país tolerante e aberto a todas as religiões. Desde 2018 passámos a ter ligações aéreas diretas, com a El Al e, no verão, a TAP irá abrir uma nova rota para Israel, o que cria uma grande oportunidade de crescimento”, afirma a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, citada no comunicado.

O Turismo de Portugal vai assinar um acordo com o Innovate Israel, na área da inovação e tecnologia no turismo, para intercâmbio de ‘startups’.

O presidente desta entidade, Luís Araújo, também considera que “a aposta em Israel permite diversificar os mercados emissores e alargar a procura turística para zonas do país tradicionalmente menos visitadas”, acrescentando acreditar que a participação nesta feira “irá, certamente, contribuir para projetar o destino neste importante mercado e promover a cooperação entre os dois países, principalmente no que concerne a Formação e a Inovação Tecnológica do setor”.

Abusos na Igreja

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
3
1