observador.ptobservador.pt - 12 fev 12:24

UEFA decreta minuto de silêncio por Emiliano Sala nas competições europeias

UEFA decreta minuto de silêncio por Emiliano Sala nas competições europeias

Homenagem a Emiliano Sala terá lugar em todos os jogos da Liga dos Campeões e da Liga Europa. Equipas poderão usar uma braçadeira preta em memória do jogador argentino.

A UEFA decretou esta terça-feira um minuto de silêncio pelo futebolista Emiliano Sala, a realizar em todos os jogos da Liga dos Campeões e da Liga Europa, que se realizam até quinta-feira. Além do minuto de silêncio, as equipas que jogam esta semana na Liga dos Campeões e na Liga Europa terão a opção de usar uma braçadeira preta em memória do jogador argentino.

O recentemente reeleito presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, expressou as suas “mais sinceras condolências à família e entes queridos de Emiliano Sala pela sua perda”. O presidente, que se vai manter no cargo por mais quatro anos, apelou ainda a todos os adeptos de futebol do continente europeu que “prestem homenagem à sua memória nos próximos dias”.

O jogador de 28 anos faleceu no passado dia 21 de janeiro, quando o avião em que viajava caiu no Canal da Mancha. O corpo do futebolista foi encontrado dentro da avioneta, a 67 metros de profundidade, a norte da ilha de Guernsey, em 3 de fevereiro, sendo identificado quatro dias depois. De momento, não há informação sobre o paradeiro de David Ibbotson, que pilotava o aparelho.

Sala tinha assinado contrato com o Cardiff City, por quem não chegou a ser apresentado. O clube galês homenageou-o no sábado com um minuto de silêncio, antes do jogo contra o Southampton.

O FC Porto joga esta terça-feira em Roma para a primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões e, na quinta-feira, na primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, o Benfica joga no reduto do Galatasaray e o Sporting recebe o Villarreal.

Abusos na Igreja

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
3
1