www.jornaldenegocios.ptRaquel Godinho - 12 fev 21:50

Estados Unidos contra o resto do mundo

Estados Unidos contra o resto do mundo

Depois da turbulência que abalou os mercados financeiros no final do ano passado, poucos previam que 2019 arrancasse de forma positiva.

Apesar das incertezas que se mantêm, a meio do segundo mês do ano, a tendência das principais bolsas mundiais é positiva. Nos EUA, a valorização já supera os dois dígitos. E, ainda que os investidores continuem a retirar dinheiro dos fundos de ações americanas (segundo os dados da EPFR), Mohamed El-Erian acredita que é do outro lado do Atlântico que há margem para ganhos.

O consultor económico da Allianz alerta os investidores que devem estar preparados para o regresso da divergência e que os Estados Unidos vão brilhar mais do que o resto do mundo.

Numa entrevista à Bloomberg TV, El-Erian considerou que as questões políticas e orçamentais na Europa significam que é "provável que as perspetivas de crescimento se reduzam ainda mais".

"Apostaria numa equipa em que todos os principais jogadores têm problemas, não estão a jogar sequer perto do seu potencial e não há trabalho de equipa? Não faria isso", frisou, para dizer logo em seguida que isso é o que está a acontecer no Velho Continente. Nesse sentido, a aposta "óbvia" deve ser nos EUA, em detrimento do resto do mundo.

3
1