pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 12 fev 11:00

Top 5 - as melhorias e novidades que a Google incluirá no seu Android Q

Top 5 - as melhorias e novidades que a Google incluirá no seu Android Q

O que é que esperamos do Android Q? Um Top 5 com as principais melhorias para a próxima versão do sistema operativo da Google para o seu smartphone.

Estando ainda a larga maioria dos utilizadores de um smartphone com o ecossistema da Google à espera do Android Pie 9.0, existe já uma grande especulação em torno do Android Q. Esta que será a próxima versão do sistema operativo para dispositivos móveis conta já com uma boa quantidade de fugas de informação e claro, inúmeros rumores.

No decurso das próximas linhas agregaremos os rumores que reúnem o maior consenso junto da comunidade dedicada. Além do mais, citaremos as fugas de informação e principais expectativas para este sistema operativo da Google. Venha daí!

O Android Q está neste momento a ser desenvolvido pela tecnológica de Mountain View e poderá ser parcialmente ou totalmente revelado durante a próxima Google I/O 2019. Aí, ficaremos sem dúvida a conhecer oficialmente as suas novidades. Já por outro lado, o nome final desta versão poderá ser mantido em segredo até ao início da sua distribuição durante o segundo semestre de 2019.

As 5 novidades mais esperadas para o Android Q

Em primeiro lugar temos o Dark Mode ou modo escuro, nativo. A função já foi sinalizada várias vezes em diferentes ocasiões e deverá integrar a raíz do sistema. Isto é, por predefinição o utilizador poderá escolher este modo escuro. O mesmo revestirá todos os aspetos e menus do seu smartphone Android, facilitando a sua utilização à noite, por exemplo.

Esta novidade foi primeiramente detetada pelo portal XDA Developers, tal como aponta a publicação AndroidAuthority. Será, para todos os efeitos, uma das principais alterações visuais, com aplicação a toda a interface do seu smartphone, partindo do pressuposto que a mesma estará presente na versão final deste sistema operativo da Google.

Dark Mode alterará todos os elementos gráficos. Mais concretamente, todo o look da interface do seu smartphone. Além do mais, acredita-se que o utilizador possa definir quando e se este modo entra automaticamente em ação.

Ao que tudo indica, com um simples alternar de interruptor, poderá mudar todo o aspeto do seu dispositivo móvel. Todos os seus menus, atalhos e janelas. Um maior controlo e maior personalização para o seu smartphone.

Até ao momento esta é uma das novidades mais antecipadas para o futuro Android Q, aliás, temos visto este mesmo modo escuro a marcar presença em várias aplicações. A pouco e pouco, tornou-se num dos modos ou funções mais requisitadas pelos utilizadores, sendo particularmente pedida por quem tem um smartphone com ecrã OLED.

Recordamos que, nestes casos, um ecrã OLED não consome energia ao apresentar o tom escuro. Um preto puro é alcançado pelo pixel desligado. Por outras palavras, a célula luminosa não está ligada quando tem que apresentar um tom perfeitamente escuro.

dark mode e o reforço das permissões no sistema operativo

Com a chegada da versão 6.0 Marshmallow foram introduzidas as permissões para as aplicações no seu smartphone ou tablet. Contudo, no novo Android Q deveremos ter um controlo mais pormenorizado destas mesmas permissões para cada aplicação.

Ao que tudo indica, a próxima versão do sistema operativo da Google deixá-lo-á especificar se uma aplicação continuará a usufruir das permissões quando não estiver a ser utilizada. Por outras palavras, o acesso a determinadas permissões, apenas e somente, quando uma aplicação está a ser atualizada.

Este controlo específico das permissões dentro do sistema operativo será bem recebido pelos utilizadores mais preocupados com a sua privacidade. É uma vantagem óbvia que pessoalmente gostaria de ver presente no novo Android Q. Afinal de contas, se uma app não está a ser utilizada, não precisará (em todos os casos) de ter acesso a determinada área ou permissão geral.

Esta característica também foi detectada, recentemente,  pelo portal XDA Developers.

A Google vai implementar o reconhecimento facial, seguro!

O reconhecimento facial já existe há vários anos no sistema operativo da Google. Contudo, até ao momento não pode ser considerado seguro ou, pelo menos, tão seguro como o reconhecimento facial 3D da Apple, o seu Face ID. Futuramente, com a próxima versão do sistema operativo, o reconhecimento facial será acessível a todos os utilizadores.

A ideia é simples, incluir o suporte nativo para o reconhecimento facial 3D. Uma solução muito mais segura do que o atual reconhecimento facial ou face unlock presente em várias marcas e vários produtos. Assim, poderemos passar a autorizar pagamentos, a autenticar formulários sensíveis, entre outras situações.

O desenvolvimento e uma solução comparável ao Face ID da Apple foi, mais uma vez, descoberto pelo portal XDA Developers. Ao que tudo indica, a Google quer equipar o seu sistema operativo com uma solução igualmente fiável.

Esta nova função deverá integrar o Smart Lock, a central atual com todas as soluções de desbloqueio conveniente. Se o utilizador estiver em sua casa (localização), se estiver com o seu smartwatch (Bluetooth) ou mesmo no seu automóvel, o smartphone manter-se-á desbloqueado.

O Smart Lock dar-lhe-á mais possibilidades

Também este centro de segurança receberá pelo menos duas novas funções. Em primeiro lugar, deixará o utilizador aumentar o tempo durante o qual o smartphone não será bloqueado. Apesar de não desbloquear o dispositivo caso o utilizador o tenha, manualmente, bloqueado.

Em segundo lugar, bloqueará o smartphone quando um dispositivo seguro, o deixar de ser. Tome-se aqui o exemplo de um smartwatch que o utilizador defina como não seguro. Em ambos os casos, teremos mais controlo e opções para os utilizadores.

Produtividade aumentada no sistema operativo Android Q

O seu smartphone provavelmente já conta com um processador extremamente capaz. Sobretudo se for um dispositivo recente com dois ou menos anos. Com a próxima versão deste sistema operativo poderemos ter um modo secretária mais útil e produtivo.

O conceito em si já foi explorado pela Samsung, bem como pela Huawei. Contudo, raro será o utilizador do seu smartphone para trabalhar diariamente. Neste momento o nível de produtividade proporcionado por um smartphone não se compara, por exemplo, ao de um computador.

Será que com o auxílio da Google o seu smartphone passará a ser, também, uma máquina de trabalho? Esperemos para ver.

Gravação do ecrã do seu smartphone Android

A possibilidade de gravar tudo aquilo que se passa no ecrã do seu smartphone Android já é explorada por algumas fabricantes. Entre elas, citamos a Huawei, bem como a Samsung, Oppo, entre outras.

Contudo, na próxima versão do sistema operativo da Google para dispositivos móveis, poderemos ter esta opção de forma nativa. Por outras palavras, caso a sua marca de eleição não tenha uma solução própria, a Google providenciará uma forma de você poder gravar o ecrã. Isto sem ter que recorrer a aplicações de terceiros.

Por fim, o sistema operativo Android Q deverá ser uma das atrações principais da Google I/O 2019. Aí, ficaremos certamente a conhecer mais pormenores da 10.ª versão desta plataforma. Até lá, ficaremos atentos às eventuais fugas de informação.

E você, o que gostaria de ver no Android Q? Deixe-nos a sua opinião nos comentários.

11
1