www.dinheirovivo.ptFátima Vila Maior - 12 fev 15:05

As tendências que marcam o retalho em 2019

As tendências que marcam o retalho em 2019

As necessidades dos consumidores estão em constante evolução, bem como os negócios no canal Horeca e Retalho

. Perante este cenário é essencial garantir a monitorização de todas as tendências e assegurar o suporte na adaptação e implementação de estratégias nestes setores, promovendo assim uma resposta mais rápida às necessidades.

De acordo com o Eurostat, as vendas a retalho em Portugal têm registado um crescimento de 3,4% e é com o intuito de reforçar esta tendência que a Alimentaria & Horexpo Lisboa 2019 pretende explorar com maior detalhe alguns dos movimentos que podem emancipar estes resultados.

A automatização de fluxos de trabalho no retalho, a personalização da oferta de acordo com o perfil individual do consumidor ou a necessidade de adaptação a novas diretrizes regulatórias do setor são algumas das necessidades com maior expressão em 2019. Além disso, a rapidez com que as exigências do cliente mudam é estridente e a capacidade de adaptação do setor, desde o produtor até ao retalhista, nunca foi tão desafiada.

Neste cenário, a partilha de informação e metodologias assumem um aspeto central na progressão de todas estas empresas que tencionam manter a sua relevância junto do consumidor. O debate de ideias é um grande catalisador de sinergias essenciais ao desenvolvimento de novas estratégias. Poder fazer isso com outras empresas nacionais e internacionais é, sem dúvida, um acelerador na construção de novos mecanismos, vitais à evolução da área. Importa, por isso, estar onde o setor marca presença e é aqui que a Alimentaria & Horexpo Lisboa, que se realiza de 24 a 26 de março, na FIL, ganha protagonismo ao disponibilizar, no seu alinhamento, um espaço para a apresentação de soluções através da partilha de ideias, experiências e opiniões, mas igualmente enquanto um evento de referência para o networking B2B. Destaque ainda para a Alimentaria LAB, uma área onde a inovação e investigação na indústria ganha palco, permitindo dar a conhecer novos projetos, produtos, serviços e tecnologias.

Com mais de 1500 marcas presentes, o certame conta com 800 expositores e em perspetiva está aumentar em 20% o número de visitantes no canal Horeca e em 10% o número de visitantes à área da Distribuição. Até ao momento, mais de 260 empresas diretas adjudicaram 90% do espaço da feira, sendo que 41% das empresas estão pela primeira vez na Maior Plataforma de Negócios existente em Portugal.

Fátima Vila Maior, Diretora de Área de Feiras da FIL

1
1