observador.ptobservador.pt - 12 fev 13:33

Forbes distingue mais dois portugueses entre os jovens mais promissores da Europa

Forbes distingue mais dois portugueses entre os jovens mais promissores da Europa

Ricardo Sequerra, na categoria de finanças, e Tiago Sá, como empreendedor social, foram escolhidos para a lista europeia do Forbes' 30 Under 30. É o quarto ano consecutivo com portugueses na lista.

Portugal volta a estar representado na lista anual de promessas sub-30 da revista Forbes. O presidente da startup Wisecrop, Tiago Sá, foi selecionado com um dos 30 empreendedores sociais jovens mais promissores da Europa. O dirigente da Cherry Ventures Ricardo Sequerra Amran foi igualmente escolhido com um dos mais promissores empreendedores na área financeira com menos de 30 anos. Ricardo Sequerra trabalhou antes com a investidora e aceleradora portuguesa Faber Ventures e a plataforma de crowdfunding lusobritânica Seedrs.

@Wisecrop é o sistema operativo que permite a gestão agrícola de forma remota. Saiba mais com Tiago Sá @uptecporto https://t.co/cDOoGQXS7C pic.twitter.com/7k7s5pv2Yu

— 90 Segundos de Ciência (@90segundosPT) September 11, 2017

A Wisecrop, fundada em 2013 no Porto, desenvolve sistemas para aumentar a produtividade dos agricultores, facultando dados em tempo real e permitindo o acesso remoto a aparelhos eletrónicos, como sistemas de rega. A CherryVentures é uma sociedade de investimentos em capital de risco, baseada em Berlim, com um portefólio avaliado em 1,7 milhões de euros.

[Ricardo Sequerra à esquerda da árvore de Natal]

Say cheese! Cherry family portrait ????????????‍????‍????‍???? pic.twitter.com/aNw8sSzldB

— Cherry Ventures (@CherryVentures) December 14, 2018

Portugal está presente no 30 Under 30 da Forbes pelo quarto ano consecutivo. Em 2018, as empreendedoras por detrás da Chic by Choice — startup de aluguer de vestidos de luxo que foi alvo de uma investigação do Observador — Lara Vidreiro e Filipa Neto, o bailarino Marcelino Sambé e o líder da Juventude Popular, Francisco Rodrigues dos Santos estiveram na lista. Em 2017 foi o responsável científico da Graphenest, Bruno Figueiredo, e os fundadores da plataforma de arrendamento para estudantes Uniplaces: Miguel Santo Amaro, Mariano Kostelec e Ben Grech. O fundador do mercado solidário eSolidar, Marco Barbosa, foi o único representante português em 2016.

Abusos na Igreja

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
8
1