tek.sapo.pttek.sapo.pt - 12 fev 13:32

Satélite Maven da NASA está cada vez mais perto do solo de Marte

Satélite Maven da NASA está cada vez mais perto do solo de Marte

Nos próximos dias, a agência espacial norte-americana vai aproximar a sua sonda na atmosfera superior do planeta vermelho, para aumentar o sinal de comunicação com as sondas terrestres. ...

A missão Mars 2020 da NASA tem como objetivo enviar mais uma sonda para o planeta vermelho, mas antes disso, a agência espacial está a preparar a sua chegada, melhorando os canais de comunicação com a base terrestre. O satélite Maven, que se encontra em missão há quatro anos, a estudar a atmosfera do planeta vermelho, irá proceder a uma aproximação de 6.200 para 4.500 quilómetros da superfície.

A sonda terá assim como nova responsabilidade servir de amplificador de sinal de comunicação com o rover, que chegará no próximo ano ao planeta. Como refere a NASA, o satélite Maven já revelou como Marte perdeu a sua atmosfera, entre outras pistas sobre a evolução das suas condições climatéricas. Com a aproximação do planeta, as capacidades de comunicação melhoram, tal como uma antena de telemóveis.

Nos próximos meses, o Maven irá continuar a descer, e quando chegar a cerca de 1.500 quilómetros de distância, poderá dar voltas ao planeta com maior frequência, cerca de 6,8 orbitas por cada dia da Terra, invés dos anteriores 5,3, mantendo uma comunicação com os exploradores no terreno com mais frequência. E enquanto não estiver a servir nas comunicações, continuará a estudar a estrutura e composição da atmosfera superior de Marte.

De salientar que o Maven foi concebido para durar cerca de dois anos no espaço, mas até agora está a funcionar normalmente, tendo combustível para durar até 2030. As suas capacidades de comunicação, graças ao transmissor de rádio de ultra-frequência, já foram utilizadas para comunicar com o rover Curiosity.

Newsletter Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email. Na sua rede favorita Siga-nos na sua rede favorita.
4
1