www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 11 fev 07:09

Corrida por pilotos não para e Sevenair reforça investimento em aviões

Corrida por pilotos não para e Sevenair reforça investimento em aviões

A Sevenair, que tem uma academia de pilotos, vai investir até seis milhões na aquisição de novos aviões para dar formação aos futuros pilotos.

Andar de avião já não é um luxo exclusivo para algumas pessoas. O transporte aéreo tem vindo a angariar cada vez mais utilizadores e assim deve continuar. Esta tendência não se regista apenas em Portugal. Tem uma dimensão mundial, o que faz com que as transportadoras aéreas tenham um apetite crescente por pilotos e tripulação.

A Sevenair, empresa portuguesa do ramo da aviação, tem uma academia de formação de pilotos de linha aérea. Quem concluiu a formação com sucesso e obtém, assim, a correspondente licença tem emprego quase certo. Carlos Amaro, administrador do grupo, admite ao Dinheiro Vivo que “98% dos alunos [atuais] saem diretamente para companhias aéreas”, o que se traduz em cerca de 80 pessoas no último ano.

A Sevenair Academy tem neste momento 270 alunos pilotos oriundos dos quatro cantos do mundo. Com turmas que não ultrapassam as 18 pessoas, a procura por esta formação é vasta, admitindo mesmo o administrador que não têm mãos a medir: “As turmas de maio, junho, setembro e uma de novembro estão fechadas. Não estamos a conseguir dar resposta à procura”, diz. “Essa procura por parte dos alunos aumenta exponencialmente quando o mercado também começa com uma procura muito grande e é o que estamos a assistir”.

Para fazer face a este cenário, a empresa decidiu reforçar o investimento em aeronaves. “Tomámos uma decisão estratégica no final de 2017 de renovar a frota da academia”, tendo já chegado 12 novas aeronaves e outras três devem estar em Portugal em breve. Mas não chega. A expectativa é que seja possível, até ao final de 2020, ter pelo menos mais 15. Em estudo está ainda de que marca vai ser esta frota, o que vai determinar o valor do investimento. Contudo, as previsões da firma apontam para um investimento entre os quatro e os seis milhões de euros. “A ideia de continuar nesta expansão [do número de aviões] tem a ver com o mercado, que tem sido extremamente agressivo em termos da procura”.

A Sevenair tem alguns protocolos com companhias aéreas estrangeiras precisamente no âmbito da formação. E esta rota é para manter, o que justifica também a aposta em novas aeronaves.

Por outro lado, o crescimento do transporte aéreo não exige apenas pilotos e tripulação de cabina. A manutenção dos equipamentos é área chave para o setor, tendo já várias empresas dado conta da necessidade de mão-de-obra qualificada. A Sevenair tem também uma área de formação de técnicos de manutenção, tendo atualmente mais de 400 alunos em treino nesta área.

12
1