www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 11 fev 08:09

Galp cai perto de 1,5% e pressiona PSI-20

Galp cai perto de 1,5% e pressiona PSI-20

Num dia em que o sentimento na Europa é positivo, a bolsa portuguesa segue em contramão. Ao volante da trajetória negativa está a Galp, que cai mais de 1% no dia da apresentação dos resultados.

A bolsa nacional abriu em queda, com o PSI-20 a ceder 0,01% para os 5.090,64 pontos. São nove as cotadas a subir, cinco cair e quatro inalteradas.

Na Europa, o sentimento é positivo, apesar de o arranque da semana ficar marcado pela possibilidade de um novo "shutdown" nos Estados Unidos, tendo em conta a falta de acordo entre democratas e republicanos. Se até lá os dois partidos não chegarem a um acordo sobre o financiamento da segurança na fronteira do país, nove departamentos federais e uma série de agências deverão voltar a fechar a partir de sexta-feira. 

Por cá, o desempenho do principal índice nacional é prejudicado pela Galp, que cai 1,27% para os 13,22 euros, tendo chegado a tocar um mínimo de julho de 2017. A petrolífera revelou esta segunda-feira que fechou 2018 com um resultado líquido ajustado de 707 milhões de euros, o que traduz um crescimento de 23% face ao ano anterior, anunciou a empresa em comunicado à CMVM, dando conta que esta melhoria é explicada pelo aumento da produção petrolífera, bem como pelo preço mais elevado da matéria-prima. Contudo, os resultados ficaram abaixo das estimativas dos analistas.

Também a pressionar o índice nacional está o grupo EDP, como a elétrica liderada por António Mexia a ceder 0,32% para os 3,15 euros e a EDP Renováveis a cair 0,51% para os 7,82 euros.

A travar maiores perdas estão a Jerónimo Martins e BCP. A retalhista sobe 0,54% para os 13,14 euros e o banco liderado por Miguel Maya aprecia 0,70% para os 23,17 cêntimos.

(Notícia atualizada às 08:16 com mais informação relativa à abertura)

3
1