observador.ptobservador.pt - 14 jan 16:48

Câmara de Lisboa abrigou mais de 400 sem-abrigo devido ao frio

Câmara de Lisboa abrigou mais de 400 sem-abrigo devido ao frio

A Câmara Municipal de Lisboa ativou um plano de contingência de apoio aos sem-abrigo entre a passada quarta-feira e domingo. Durante o plano, foram recebidas 451 pessoas e servidas 886 refeições.

A Câmara Municipal de Lisboa informou esta segunda-feira que foram recebidas 451 pessoas e servidas 886 refeições durante a fase amarela do plano de contingência para proteger as pessoas em situação de sem-abrigo, ativada entre quarta-feira e domingo.

Numa nota enviada às redações, o município informa que, além das 451 pessoas, foram recebidos 10 animais de companhia em situação de sem-abrigo. O comunicado acrescenta que “foram servidas um total de 886 refeições”, das quais “670 refeições ligeiras” e “683 bebidas como chá, café, leite, sumos e água”. “O dispositivo contou com quatro carrinhas para transporte de pessoas, com motorista e técnicos sociais das várias instituições parceiras da Câmara Municipal”, pode ler-se na mesma nota.

A autarquia lisboeta, liderada pelo socialista Fernando Medina, destaca que, a partir do Pavilhão Casal Vistoso, “houve 150 encaminhamentos para pernoita para cinco centros de acolhimento e um pavilhão” e “foram referenciadas e tratadas 32 pessoas com problemas de saúde, sendo que três delas tiveram encaminhamento hospitalar”. Assim, “o dispositivo do Pavilhão do Casal Vistoso voltará a ser ativado caso se voltem a verificar as temperaturas mínimas dos últimos dias”, sublinha a câmara municipal.

O plano está neste momento na fase azul, “em que à monitorização da Proteção Civil se acrescenta um reforço das equipas técnicas de rua para a distribuição de agasalhos e bebidas quentes”. A fase amarela do plano de contingência da Câmara de Lisboa para proteger as pessoas em situação de sem-abrigo do frio foi ativada na quarta-feira às 17h00, disse na terça-feira à Lusa o vereador dos Direitos Sociais, Manuel Grilo (BE — partido que tem um acordo de governação do concelho com o PS).

No mesmo dia, o autarca informou que o Pavilhão Municipal Casal Vistoso iria ficar aberto para que as pessoas pudessem “aceder a refeições quentes, dormir com temperatura adequada e também roupa quente”, bem como as estações de metro do Oriente, Saldanha, Intendente, Rossio e Santa Apolónia durante o período noturno, até que a fase amarela fosse desativada. Já na quarta-feira, a Junta de Freguesia da Estrela anunciou que o pavilhão desportivo da Lapa também se encontrava disponível para acolher pessoas em situação de sem-abrigo.

8
1