observador.ptobservador.pt - 14 jan 17:29

Rapariga desaparecida há três meses foi encontrada viva e está agora em casa com sua família

Rapariga desaparecida há três meses foi encontrada viva e está agora em casa com sua família

A rapariga esteve desaparecida durante três meses, após o assassinato de seus pais no estado do Wisconsin, EUA. A sua família celebra o seu regresso.

Jayme Closs desapareceu em outubro de 2018, no mesmo dia que seus pais foram assassinados, no Estado norte-americano do Wisconsin. A adolescente americana, de 13 anos, foi encontrada viva na quinta-feira passada, após ter conseguido escapar do homem que a raptou. O homem acusado de ter raptado Jayme Closs, Jake Patterson, foi detido quase de imediato e esta segunda-feira compareceu perante o juiz.

Segundo o New York Times, a menina foi localizada na cidade de Gordon (estado Nebraska) às 16h43 de quinta-feira e o suspeito foi levado sob custódia 11 minutos depois. Na fuga, Jayme teve a ajuda de uma mulher, que estava a passear o cão na rua.

A rapariga de 13 anos aproximou-se e disse: “Estou perdida e não sei onde estou e preciso de ajuda”, contou Jeanne Nutter a CNN News.

A NBC News avança que a polícia prendeu e acusou Jake Patterson, de 21 anos, não só por sequestro, mas também por assassinato, já que as autoridades acreditam que terá sido ele a matar os pais de Jayme. Foi formalmente acusado esta segunda-feira.

Jayme passou a noite de quinta-feira no hospital. Na sexta-feira, reuniu-se com a sua a tia, o avô e outros 10 familiares. Segundo NBC News, a tia declarou que a adolescente já sorri, passa o tempo ver filmes e folhear os álbuns de fotografia da família. “Ela sorri, ela ri. Não muito, ela tem muito para processar. Quando estiver pronta para falar, ela vai falar”, disse a tia.

Por outro lado, a família revelou que a adolescente não terá mantido contato online com o raptor antes do crime. Os familiares de Jayme também insistem que não conhecem Jake Patterson.

7
1