blitz.sapo.ptblitz.sapo.pt - 14 jan 11:58

Morreu Zezé Ngambi, veterano músico de jazz português

Morreu Zezé Ngambi, veterano músico de jazz português

O baterista, que tocou com Duo Ouro Negro, Fernando Girão ou Phil Mendrix, não resistiu às complicações derivadas de um AVC sofrido em dezembro último

O baterista luso-angolano Zezé Ngambi, veterano da cena musical portuguesa, faleceu este domingo, não tendo recuperado do coma em que entrou em dezembro último após sofrer, avançou a família, um acidente vascular cerebral.

O músico, nascido José Luís Flora de Costa, natural de Namibe, em Angola, contava 62 anos. Em 1981, foi um dos participantes em “Blackground”, álbum dos angolanos Duo Ouro Negro em que colaboraram também músicos como Lena d’Água, Steve Neil ou João Maló. O seu percurso passou muito pelo circuito de jazz, mas fez igualmente abundante trabalho de sessão em álbuns de artistas tão distintos como Carlos Mendes, Lara Li ou, mais recentemente, Mayra Andrade. Tocou também abundantemente com Fernando Girão. Sobre ele, escreveu o homem de “Contos da Europa Tropical” no seu perfil de Facebook, que “jamais esquecerei quando apareceste em minha casa em Madrid com o John Patitucci e com o Dave Weckl e ficamos a fazer uma jam até às 6 da manhã”. De acordo com as memórias de Girão, Zezé Ngambi era elogiado por grandes nomes internacionais do jazz, como os já citados Patitucci, Weckl ou até Chick Corea.

O saxofonista Naná Sousa Dias também usou as redes sociais para recordar que se cruzou com Zezé Ngambi no Quinteto de Jazz de Lisboa e na banda de Dany Silva, “duas bandas com que fizemos muita estrada”.

Ngambi, acompanhou ainda músicos como Filipe Larsen, Gimba ou Tomás Pimentel, e em 2017 gravou o álbum da Lizard Band com o também já desaparecido Filipe Mendes, que fez carreira como Phil Mendrix, ou ainda João Cabrita e Milay Lagarto. Zezé Ngambi foi ainda o líder do projecto Afrijazz que lançou trabalho homónimo em 2006.

À família e amigos, a revista BLITZ endereça as suas condolências.

24
1