pplware.sapo.ptpplware.sapo.pt - 12 jan 10:00

Dica: Aprenda a configurar uma VPN PPTP no macOS Sierra

Dica: Aprenda a configurar uma VPN PPTP no macOS Sierra

Com o lançamento do macOS Sierra a Apple deixou de suportar no sistema a criação de VPNs PPTP. Na verdade, explorando um pouco, o sistema continua a suportar este tipo de VPNs, pois, a Apple apenas removeu a interface gráfica de configuração, deixando as bibliotecas.

Se precisa de criar uma VPN PPTP saiba o que tem de fazer.

Virtual Private Network (VPN)

Uma rede privada virtual (VPN – Virtual Private Network ) é uma rede cifrada e privada criada em cima da Internet, de maneira a garantir privacidade na comunicação entre os vários computadores. Imagine que está ligado a uma rede pública, num dos locais referenciados aqui, e quer garantir que a sua ligação é segura.

Protocolo de Túnel Ponto a Ponto (PPTP)

O PPTP – Point-to-Point Tunneling Protocol permite a transferência segura de informação a partir de um computador remoto para um servidor, atrav��s da criação de uma VPN. O PPTP encapsula o protocolo IP ou o protocolo de troca de pacotes inter-redes (IPX, Internetwork Packet eXchange) em datagramas PPP.

O servidor de túnel executa todas as verificações e validações de segurança e ativa a encriptação de dados, o que tornará mais seguro o envio de informações através de redes não protegidas. Também pode utilizar o PPTP em redes privadas LAN a LAN.

Como configurar uma VPN PPTP no macOS Sierra?

Para configurar uma VPN PPTP no macOS Sierra, não existindo interface gráfica, o processo terá de ser feito via terminal. Para isso basta que crie um ficheiro de configuração da VPN em /etc/ppp/peers/. Vamos considerar que o ficheiro se chama vpn.pplware, basta que no terminal executem o comando:

sudo touch /etc/ppp/peers/vpn.pplware

sudo touch /etc/ppp/peers/vpn.pplware

Em seguida editem o ficheiro e coloquem a seguinte informação:

plugin PPTP.ppp

noauth

# logfile /tmp/ppp.log

remoteaddress "xxx.xxx.xxx.xxx"

user "xxxxxx"

password "xxxxxxxx"

redialcount 1

redialtimer 5

idle 1800

# mru 1368

# mtu 1368

receive-all

novj 0:0

ipcp-accept-local

ipcp-accept-remote

# noauth

refuse-eap

refuse-pap

refuse-chap-md5

hide-password

mppe-stateless

mppe-128

# require-mppe-128

looplocal

nodetach

# ms-dns 8.8.8.8

usepeerdns

# ipparam gwvpn

defaultroute

debug

plugin PPTP.ppp noauth # logfile /tmp/ppp.log remoteaddress "xxx.xxx.xxx.xxx" user "xxxxxx" password "xxxxxxxx" redialcount 1 redialtimer 5 idle 1800 # mru 1368 # mtu 1368 receive-all novj 0:0 ipcp-accept-local ipcp-accept-remote # noauth refuse-eap refuse-pap refuse-chap-md5 hide-password mppe-stateless mppe-128 # require-mppe-128 looplocal nodetach # ms-dns 8.8.8.8 usepeerdns # ipparam gwvpn defaultroute debug

Nota: Devem adaptar os par��metros remoteaddress, user e password de acordo com os vossos dados. Em seguida, para estabelecer a ligação devem usar o comando:

sudo pppd call vpn.pplware

sudo pppd call vpn.pplware

Se tudo estiver configurado a VPN deverá ser estabelecida com sucesso. Se por algum motivo falhar, analisem as mensagens que são apresentadas no próprio terminal.

Existindo esta possibilidade para estabelecer VPNs PPTP, não necessite de instalar aplicações adicionais ou alterar a sua infraestrutura. Experimentem e deem-nos o vosso feedback.

Leia também…

Raspberry Pi – Instalar e configurar servidor VPN PPTP (Parte I)

2
1