rr.sapo.ptOpinião de Ribeiro Cristovão - 11 jan 06:27

Fechar a primeira volta

Fechar a primeira volta

A deslocação do Benfica aos Açores está envolta em vários perigos.

O Portimonense e o Sporting de Braga deram ontem à noite o pontapé de saída da derradeira jornada do campeonato da primeira Liga, num jogo que terminou com um empate, um resultado que fica a representar um certo abalo para os minhotos podendo daí resultar, inclusive, a sua queda do pódio onde se mantido ao longo dos últimos meses.

A esta nota de especial interesse podem entretanto juntar-se outras igualmente a reter, tudo dependendo dos desfechos que vierem a verificar-se logo à noite em Ponta Delgada e amanhã no estádio José Alvalade.

A deslocação do Benfica aos Açores está, apesar de tudo, envolta em vários perigos.

O Santa Clara tem vindo a protagonizar um campeonato de qualidade, havendo no entanto um pormenor que não joga a seu favor: é que das sete derrotas já consentidas pelos açorianos cinco aconteceram no seu estádio, ao passo que apenas duas tiveram lugar fora de casa.

A turbulência registada no Benfica foi debelada de vez no jogo de há uma semana no seu estádio frente ao Rio Ave, ou essa foi apenas uma nuvem passageira que visitou a Luz?

Não faltam muitas horas para se poderem tirar conclusões mais precisas, mas do que há garantias é que teremos um jogo intenso de ambos os lados, com ambas as equipas penduradas no resultado.

Para Alvalade está marcado o grande banquete da ronda 17. Debilitado por prestações recentes suscetíveis de reparos, o Sporting não reúne à sua volta previsões demasiado otimistas. Mas a verdade é que a equipa comandada por Keizer tem absoluta necessidade de vencer. É que se acontecer o oposto, os leões passarão a olhar para o título apenas como uma miragem.

Com debilidades muito visíveis no seu sector defensivo, o Sporting pode proporcionar facilidades inconvenientes ao feroz ataque dos dragões, que deu contributo decisivo para as 18 vitórias consecutivas obtidas pelos nortenhos. Por outro lado, com o regresso de Bas Dost a produção leonina só pode melhorar.

Enfim, uma mesa cheia de aperitivos que só falta saber quem melhor os irá degustar.

1
1