visao.sapo.ptJoão Jacinto - 10 jan 11:45

A comunicação das marcas portuguesas

A comunicação das marcas portuguesas

Portugal tem uma história de produção e design de moda

No começo de um ano novo, esta crónica volta-se para um momento de viragem para as marcas portuguesas, tivemos um acréscimo do turismo e do interesse sobre o nosso país. O entusiasmo das marcas portuguesas começou a focar-se em vender camas, roupas e comida e pode parecer justo, mas não chega para a grande marca , não somente de venda como fomos tantas vezes descritos, como na figura do Oliveira da Figueira (ver os livros de Tintim) caixeiro viajante a impingir produtos. Portanto, não chega participar em feiras sucessivas. Uma estratégia de negócio não nega uma estratégia de comunicação porque o futuro passa pelas duas combinadas, senão entramos todos na lógica do “taberneiro” e não da marca Portugal. Uma estratégia de negócio não sobrevive sem uma estratégia de comunicação, é uma falha comum achar isso.

Podemos fazer marca, todos e não ficar à espera somente da iniciativa estatal ou supra-estatal.

A Marca Portugal está a começar a dar os primeiros passos internacionalmente, com um esforço concertado de governos e associações. Esforços de congregar as iniciativas de moda em Portugal e no estrangeiro, apresentar um país sob uma marca de exigência e de qualidade. Por-se como par de outros países que já conseguiram construir uma marca própria.

Nesse sentido, no final de 2018, aconteceu uma iniciativa que coloca a marca Portugal no campo da moda, a par com outros países. Unindo design e confecção, história e negócio na construção de uma marca duradoura.

MODAPORTUGAL | Fashion Design Competition

Os grandes vencedores do MODAPORTUGAL | Fashion Design Competition foram Zhikai Yang da Esmod Paris (França) na categoria de design de moda, e Stephanie Grosslercher da Polimoda (Itália) na categoria de design de calçado. Ambos levaram para casa um prémio monetário de 7.500€.

Foram ainda distinguidos por país em design de moda, Artur Dias do Modatex (Portugal), Carolina Koziski do IED Madrid (Espanha), Frank Lin da AMD – Akademie Mode&Design (Alemanha), Giulia Masciangelo da Polimoda (Itália) e Yelim Cho do London College of Fashion (Reino Unido). No calçado venceram Beatriz Vasconcelos da Academia de Design e Calçado (Portugal) e Moncayo do IED Madrid (Espanha). Estes sete designers receberam um prémio de 2.500€.

O Concurso Europeu de Jovens Designers MODAPORTUGAL contou com a participação de 29 designers oriundos de escolas de moda da Alemanha, Espanha, França, Itália, Portugal e Reino Unido, que visitaram as empresas Atelier des Créateurs, Calvelex, Crialme, Eureka e Riopele. «Esta iniciativa pretende ser uma plataforma de promoção da excelência industrial e do que de melhor se faz em Portugal, através do concurso de jovens designers europeus, que nestes dois últimos dias visitaram as empresas juntamente com jornalistas nacionais e internacionais, e também com a entrega dos Prémios de Excelência Empresarial, que projectam o trabalho das empresas e a imagem do nosso sector a nível nacional e internacional», explicou Manuel Lopes Teixeira, presidente do CENIT.

13
1