www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 8 dez 15:02

Vergonha. Ana Gomes interrompe discurso de primeiro-ministro de Malta

Vergonha. Ana Gomes interrompe discurso de primeiro-ministro de Malta

A eurodeputada socialista disse o nome da jornalista que investigava caso de corrupção que envolvia o governo e que foi assinada em Malta. Ana Gomes interrompeu o discurso de Joseph Muscat.
Ana Gomes protestou contra o primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, durante a sua intervenção no Congresso do Partido Socialista Europeu, que decorre deste ontem em Lisboa, avançam o Público e o Observador. Logo que Muscat começou a falar, a eurodeputada socialista começou a gritar: "Vergonha! Vergonha! Apoias os corruptos". Depois, gritou o nome da jornalista assassinada em Malta: "Daphne Caruana Galizia". Muscat continuou a discursar, revelam as mesmas fontes.



Antes, Ana Gomes já tinha recorrido ao Twitter para escrever 
que o facto de Muscat discursar no congresso dos socialistas europeus, enquanto o seu Governo "mantém criminosos dos Panama Papers" e "bloqueia a justiça sobre assassinato da jornalista Daphne Caruana Galizia", era estar a destruir a "credibilidade da família política" socialista.

Recorde-se que Daphne terá sido assassinada na altura em que investigava alguns casos de corrupção relacionados com o governo de Malta. Já tinha denunciado vários casos de corrupção que envolviam o primeiro-ministro, a sua esposa e vários ministros do executivo na sequência dos Panama Papers. Ana Gomes liderou a missão do Parlamento Europeu a Malta após o assassinato desta jornalista.


"Liderei a missão do Parlamento Europeu a Malta, tenho seguido o assunto, estive lá, sei tudo. Muscat tem no seu Governo ministros expostos nos Panama Papers, que são criminosos. Está a bloquear a justiça. Como é que é possível pô-lo a discursar? Não dá credibilidade nenhuma ao Partido Socialista Europeu, Só me posso indignar", disse Ana Gomes ao Público.
52
1