www.publico.ptpublico.pt - 8 dez 23:37

Oliveirense ascende à liderança provisória do campeonato

Oliveirense ascende à liderança provisória do campeonato

Equipa de Oliveira de Azeméis venceu o Óquei de Barcelos por 3-6. FC Porto goleou Marinhense por 3-11 e pressiona os rivais que jogarão no domingo.

A Oliveirense visitou e venceu o Óquei de Barcelos por 3-6, na 9.ª jornada do campeonato de hóquei em patins. Com o triunfo, a formação de Oliveira de Azeméis sobe à liderança provisória, igualando os “leões” com os mesmos 20 pontos, mas com mais uma partida realizada. O Sporting pode recuperar novamente o primeiro posto, caso vença o HC Braga, no domingo. 

Em Barcelos, a formação forasteira entrou melhor na partida, inaugurando o marcador aos 6’, através do jogador espanhol Xavier Barroso (0-1). Os minhotos não se deixaram intimidar e Hugo Costa, aos 17’, repôs a igualdade (1-1). O golo do empate pareceu acordar a Oliveirense que, antes do intervalo, marcou por duas vezes. Aos 20’, Pedro Moreira fez o 1-2 e Pablo Cancela ampliou a vantagem visitante para dois golos (1-3).

Na segunda parte, os homens comandados por Renato Garrido voltaram a mostrar-se superiores. Apesar do sobressalto provocado pelo tento de José Pedro Pereira (2-3), aos 31’, os homens da Oliveirense continuaram a pressionar e marcaram, novamente, por duas vezes consecutivas. Marc Torra, aos 32’ e 35’, colocou o resultado em 2-5, favorável à Oliveirense.

PÚBLICO - Foto hoqueipatins.pt

Hugo Costa, aos 36’, fez o 3-5, mas um tento de Jordi Bargalló nos instantes finais da partida confirmou o triunfo por 3-6. A Oliveirense espera, agora, por um possível tropeção dos “leões”. O Benfica vai defrontar, também no domingo, o Valongo e, em caso de vitória, igualará a Oliveirense.

FC Porto pressiona rivais

O FC Porto visitou e venceu o SC Marinhense por 3-11, naquele que foi o resultado gordo dos encontros de sábado. O claro domínio “azul e branco” foi evidente no primeiro minuto de jogo quando Ricardo Silva, com recurso à meia-distância, inaugurou o marcador para os “dragões”.

Aos 13’, foi a vez de Gonçalo Alves fazer o gosto ao stick. Ainda antes do meio campo, o internacional português desferiu um potente remate que apenas parou no fundo da baliza de Marco Gaspar.

Apenas 30 segundos após o 0-2, o FC Porto voltou a aumentar a vantagem, num tento tirado a papel químico do golo inaugural. Reinaldo Garcia puxa a bola para a esquerda, aponta ao ângulo inferior esquerdo e, sem dar hipóteses ao guardião do Marinhense, faz o 0-3 para os portistas. Aos 15’, Hélder Nunes fez o 0-4 e Giulio Cocco, através de livre directo, ampliou para 0-5, resultado que acompanhou as equipas para os balneários.

O verdadeiro “dilúvio” de golos chegou no segundo tempo. Gonçalo Alves assinou três tentos, elevando para quatro a contagem pessoal. Hélder Nunes bisou no encontro e Reinaldo Garcia confirmou o hat-trick com um golo na segunda parte. Daniel Oliveira, de livre directo, também colocou o nome na lista de marcadores. Do lado do Marinhense, João Lomba reduziu para 1-7, o chileno Nicolás Villanueva marcou o 2-9 e David Costa fez o 3-9.

Com o triunfo conseguido frente ao Marinhense, os “dragões” sobem provisoriamente ao terceiro posto, somando 19 pontos.

2
1