sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 8 dez 11:06

Falso ministro telefona a autarca para pedir emprego para amigo

Falso ministro telefona a autarca para pedir emprego para amigo

Há dois anos aconteceu o mesmo ao autarca de Gaia, o ministro era outro mas o amigo a precisar de emprego era o mesmo

O presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, disse que falou ao telefone, na quinta-feira à tarde, com um homem que dizia ser o ministro Pedro Siza Vieira, que queria pedir-lhe um emprego para amigo na empresa Águas de Gondomar.

Eram 14h30 de quinta-feira, segundo o Jornal de Notícias, quando um dos telefones da Câmara da Gondomar tocou, era um homem que afirmava ser o chefe de gabinete do ministro Adjunto e da Economia. O desconhecido disse que o governante queria falar com o presidente da Câmara e a chamada foi transferida para o seu gabinete.

Marco Martins pegou no telefone e o alegado chefe de gabinete passou a chamada para um homem que apresentou como sendo Pedro Siza Vieira. Foi então que o falso ministro pediu ao autarca que intercedesse junto da empresa AGS, um dos acionistas da Águas de Gondomar, para que a vaga para engenheiro mecânico, a ser ocupada através de concurso, fosse ocupada por um "anterior membro do Governo", chamado Domingos F.

O presidente da câmara desconfiou da situação e solicitou o endereço eletrónico dos falsos ministro e chefe de gabinete para tentar validar a origem, sendo que no visor do telefone não aparecia qualquer número.

O indivíduo informou que o chefe de gabinete se chamava António Ramalho, o que não corresponde à realidade, e ditou-lhe um número de telemóvel, fazendo, no entanto a ressalva de que o assunto não deveria sair dali.

No dia seguinte, esta sexta-feira, Marco Martins ligou para o número que o falso ministro lhe tinha dado, mas a chamada foi recusada. Mais tarde, o mesmo número tornaria a ligar para o autarca, explicando que o anúncio da vaga para a Águas de Gondomar estava publicado na netempregos.pt e voltando a identificar-se como Pedro Siza Vieira.

Marco Martins não hesitou em apresentar queixa no Ministério Público, tendo ainda alertado o ministro para o uso abusivo e fraudulento da sua identidade. Pedro Siza Vieira confirmou que ninguém do seu gabinete tinha contactado o autarca.

Esta não é a primeira vez que um autarca é contactado por alguém que se faz passar por um ministro, não é sequer a primeira vez que o nome de Domingos F. surge como sendo um amigo de um governante a precisar de um emprego.

Em 2016, relembra o Jornal de Notícias, o autarca de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, também foi contactado por um individuo que se fazia passar pelo ministro Eduardo Cabrita, e que queria uma ajuda para arranjar um emprego "rápido" na Águas de Gaia para um engenheiro com o mesmo nome.

22
1