www.publico.ptopiniao@publico.pt - 8 dez 02:14

O “Christmas pudding” é o bolo natalício inglês que mais falta faz à Consoada portuguesa

O “Christmas pudding” é o bolo natalício inglês que mais falta faz à Consoada portuguesa

É um bolo encharcado de passas, sultanas, corintos e outras frutas secas que tem um sabor único. Para servi-lo deita-se conhaque e pega-se-lhe fogo. Apagam-se as luzes e é muito bonito e natalício.

Até às duas da tarde do dia 17 de Dezembro, uma segunda-feira, ainda é possível fazer uma encomenda no Fortnum's e receber as iguarias natalícias antes do Natal.

O Fortnum's é a melhor mercearia inglesa para quem não percebe nada de mercearia inglesa. Isto significa que tudo o que têm à venda é de confiança. Não é preciso investigar antes de comprar. Paga-se um bocadinho mais (muito menos do que se pensa) por esta tranquila garantia.

É no Natal que o Fortnum's se enche de ingleses, escoceses e galeses.

Durante o resto do ano são mais os turistas que visitam, comprando parvoíces bonitamente embaladas, como o péssimo chá em saquinhos.

O Fortnum's verdadeiro é na cave onde está a verdadeira mercearia, as carnes, o peixe, o pão, a fruta, o salmão fumado, os queijos, os vinhos (deliciosamente escolhidos por Jamie Waugh), os destilados - e o encantador wine bar onde há sempre ostras e queijos do próprio Fortnum's para petiscar.

Sempre festejei o Natal à inglesa, cheio de inveja dos meninos portugueses que abriam os presentes na véspera de Natal - e não depois do almoço do dia de Natal, como nós.

Mas com o tempo - como sempre acontece - fui percebendo que a minha sorte não era assim tão má. É verdade que nos deitávamos cedo na véspera de Natal mas mal acordávamos tínhamos os presentes que o Pai Natal deixava na chaminé da cozinha. Eram presentes feitos em Portugal (tambores, estojos de carpintaria, bonecos) mas eram coloridos e faziam barulho. Os presentes sérios - feitos nos Estados Unidos e na Inglaterra - ficavam para depois de almoço.

Tenho muita pena que a excelente cozinha inglesa seja mal conhecida, a começar pela própria Inglaterra. A marmalade, que é o melhor (e mais variado) doce de laranja que conheço, está em declínio porque os jovens gostam de outras coisas ao pequeno-almoço.

Este Natal até o famoso Christmas pudding entrou em recessão porque as pessoas com menos de 35 anos preferem o pannetone. Desculpe? Sim, quem escreveu essa notícia de Dezembro de 2018 não sabe que o Christmas pudding, como a palavra pudding indica (significa sobremesa), se come no final da refeição, enquanto o pannetone se come a toda a hora (idealmente ao lanche) excepto depois do almoço de Natal.

Como ficar com uma boa ideia do Natal inglês? O preço de dois bons panettones, incluindo os portes, é 100 euros (talvez os dois melhores sejam o de Iginio Massari e o da mercearia Peck, em Milão).

A vantagem do Fortnum's é que cobram 15 libras pelos portes sejam quais forem o volume e o peso da encomenda. Vale a pena aproveitar para mandar vir as excelentes (e pesadas) compotas e marmalades que eles têm.

Por 100 euros compra-se o inigualável Christmas pudding - o King George de 454 gramas (1 libra) vem numa tigela de porcelana e custa 25 libras. O Iced Christmas cake vem numa lata, como deve ser, e também custa 25 libras.

Um boião de brandy butter custa 5 libras (para derreter no Christmas pudding) e uma mão cheia de brandy snaps (bolachas estaladiças) mais 5 libras. Sobram 40 libras: 15 para os portes e, bem esticadinhos, 30 libras para o livro de Tom Parker-Bowles (irmão da Camilla) chamado Fortnum's Christmas, assinado pelo autor.

O Christmas pudding é um bolo encharcado de passas, sultanas, corintos e outras frutas secas que tem um sabor único. Para servi-lo deita-se conhaque (ou rum, conforme o apetecimento) e pega-se-lhe fogo. Apagam-se as luzes e é muito bonito e natalício.

Deve ser servido com custard. É fácil de fazer como deve ser (natas, ovos e uma vagem de baunilha) mas também é alegre fazer batota e usar custard instantânea, como o da marca Bird's. O importante é que o custard não seja doce.

Para chover no molhado acrescenta-se brandy butter (manteiga batida com conhaque) ao pudding e, mal se derrete, vai para a boquinha.

Em suma: acho que o Christmas pudding se acrescenta bem à Consoada (e à aguardente) portuguesa.

P.S. Quanto ao Christmas cake, é apenas um bolo de frutas mas é muito mais complicado do que isso. A minha mãe começava a fazê-lo em Outubro porque ganha muito em esperar três meses dentro de uma lata, a amadurecer com a aguardente com que é molhado. Fica para outra altura.

1
1