www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 10 nov 12:00

Bill Gates quer poupar 233 mil milhões de dólares com reinvenção de sanitas

Bill Gates quer poupar 233 mil milhões de dólares com reinvenção de sanitas

Bill Gates acha que as sanitas são um assunto sério e está a apostar que a reinvenção desta comodidade tão essencial pode salvar meio milhão de vidas e gerar mais de 200 mil milhões de dólares na economia.

O filantropo bilionário, cuja Fundação Bill & Melinda Gates investiu 200 milhões de dólares em sete anos a financiar pesquisas de saneamento, apresentou cerca de 20 novos projectos de sanitas e de processamento de esgoto que eliminam patogénicos nocivos e convertem resíduos corporais em água limpa e fertilizantes.

"As tecnologias que vão ver aqui são os avanços mais significativos de saneamento em quase 200 anos", afirmou Bill Gates, de 63 anos, na Reinvented Toilet Expo, em Pequim, no dia 6 de Novembro.

Tendo à mão um recipiente com excrementos humanos que, segundo Gates, continha 200 biliões de células de rotavírus, 20 mil milhões de bactérias Shigella e 100.000 ovos de vermes parasitas, o co-fundador da Microsoft explicou a uma plateia de 400 pessoas que novas abordagens para a esterilização de resíduos humanos podem ajudar a acabar com quase 500.000 mortes de crianças e economizar 233 mil milhões de dólares por ano em custos relacionados com a diarreia, cólera e outras doenças provocadas por falta de água, saneamento e higiene.

Uma abordagem do Instituto de Tecnologia da Califórnia, que Gates disse considerar "superinteressante", integra um reactor electroquímico para decompor água e resíduos humanos em fertilizantes e hidrogénio, que podem ser armazenados em células de combustível de hidrogénio como energia.

"Mercado significativo"

Sem alternativas economicamente viáveis para o esgoto e as instalações de tratamento de resíduos, a urbanização e o crescimento populacional agravarão a situação. Em algumas cidades, mais da metade do volume de resíduos humanos chega ao meio ambiente sem tratamento. Cada dólar investido em saneamento rende cerca de 5,50 dólares em retornos económicos globais, segundo a Organização Mundial da Saúde.

"Os resíduos humanos que são tratados adequadamente podem ser um investimento muito atraente economicamente devido aos benefícios para a saúde", afirmou Guy Hutton, consultor sénior para água, saneamento e higiene da Unicef em Nova Iorque, numa entrevista. "Dada a necessidade não atendida de 2,3 mil milhões de pessoas ainda sem saneamento básico, existe um mercado potencialmente muito significativo e um ganho económico a ser obtido."

O mercado de sanitas reinventadas, que atraiu empresas como a japonesa LIXIL, pode gerar 6 mil milhões de dólares por ano em todo o mundo em 2030, segundo Gates.

"Oportunidade de ouro"

"As empresas inovadoras têm uma oportunidade de ouro para se saírem bem fazendo o bem", disse o presidente da LIXIL, Kinya Seto, através de um comunicado. "Podemos ajudar a dar início a uma nova era de saneamento seguro para o século XXI desenvolvendo soluções capazes de fazer avançar a infra-estrutura existente hoje, que está em funcionamento em todas as partes."

Entre as empresas que estão a exibir as suas tecnologias de saneamento estão as chinesas Clear, CRRC e EcoSan; a americana Sedron Technologies; a SCG Chemicals, uma unidade da tailandesa Siam Cement; e as indianas Eram Scientific Solutions, Ankur Scientific Energy Technologies e Tide Technocrats, informou a Fundação Gates num comunicado, através de um e-mail.


(Texto original: Bill Gates Aims to Save $233 Billion by Reinventing the Toilet)

37
1