www.jn.ptjn.pt - 10 nov 16:31

Vinhos: Olhar o passado é compreender o futuro

Vinhos: Olhar o passado é compreender o futuro

Duas propostas que refletem a região a que pertencem e espelham o produtor

Olhar o passado é compreender os anos futuros. É perceber a constante procura por mais e melhor, a vontade de exprimir a singularidade e originalidade de um terroir, mostrar a autenticidade e versatilidade de uma Região. É afirmar o potencial das suas castas mostrando o seu melhor, respeitando sempre as características de cada uma. É apresentar a cada nova colheita vinhos com personalidade, vinhos equilibrados, vinhos que surpreendem.

Há vinhos que espelham tudo isto e que de imediato nos fazem lembrar a pessoa por trás do projeto, seja ela o produtor (no caso, a produtora) ou o enólogo.

As duas propostas que vos trago são o Quinta de Santiago Alvarinho 2017 e o Villa Oliveira Touriga Nacional 2014.

Quinta de Santiago Alvarinho | Quinta de Santiago | 2017 | PVP: 9,95€

O Quinta de Santiago Alvarinho 2017 mostra-se muito mineral e fresco, redondo na boca, aromas intensos de flor de laranjeira, fruta de caroço, muito limpo. Um grande exemplar da casta e que espelha bem o terroir quase único da Quinta onde é produzido. A Joana Santiago é o rosto e a mente por trás deste projeto.

Villa Oliveira Touriga Nacional | Casa da Passarela | 2014 | PVP: 35€

O Villa Oliveira Touriga Nacional 2014 apresenta aromas intensos de frutas vermelhas, grande volume de boca com frescura e elegância, madeira muito bem integrada, vinho longo, pronto para beber. Apresenta, no entanto, um enorme potencial de guarda para aqueles que tiverem a paciência de o guardar. Assinado pelo Paulo Nunes, enólogo que soube respeitar as vinhas velhas e reinventar um dão que todos podemos hoje em dia aplaudir e agradecer.

Todos os domingos, na edição impressa do JN, damos-lhe sugestões de vinho.

1
1