observador.ptobservador.pt - 10 nov 11:19

Investimentos no gás de Moçambique fazem despesa das petrolíferas subir 13,1% em 2019

Investimentos no gás de Moçambique fazem despesa das petrolíferas subir 13,1% em 2019

A consultora Fitch Solutions calculou que os investimentos das companhias petrolíferas em Moçambique vão fazer as despesas de capital destas empresas na África subsaariana subir 13,1% em 2019.

A consultora Fitch Solutions calculou este sábado que os investimentos das companhias petrolíferas em Moçambique vão fazer as despesas de capital destas empresas na África subsaariana subir 13,1% em 2019, para 24,3 mil milhões de dólares.

“As despesas de capital na África subsaariana vão aumentar 13,1% em 2019, chegando a 24,3 mil milhões de dólares, com a maior parte do crescimento nos próximos anos a ser alimentado pelos investimento de larga escala no gás natural liquefeito, que vão atrair investimento significativo no contexto do crescimento da procura de LNG a nível global”, diz a consultora.

Numa análise à tendência da indústria petrolífera nesta região, esta consultora detida pelo mesmo grupo da agência de notação financeira Fitch escreve que “a subida dos preços do petróleo vai contribuir para o desenvolvimento de planos de despesa mais robustos em áreas fronteiriças atrativas, mas largamente subexploradas, da África subsaariana”.

O documento, enviado aos investidores e a que a Lusa teve acesso, vinca que os três projetos da Eni, Anadarko e ExxonMobil “fazem prever mais de 55 mil milhões de dólares em despesas de capital nos próximos anos, assegurando a Moçambique uma posição entre os maiores atores da indústria de gás natural liquefeito e garantindo a subida das despesas de capital” até 2025.

2
1