A coordenadora do BE defendeu hoje que a política mudou porque o PS não teve maioria absoluta e porque cresceu a força da esquerda, considerando que o primeiro-ministro reconhece a derrota do programa que levou a votos em 2015.