www.jn.ptjn.pt - 14 out 00:00

As hipérboles no dia a dia

As hipérboles no dia a dia

A hipérbole é uma figura de estilo que consiste no emprego de palavras ou expressões que exageram a realidade. Trata-se de uma forma de valorizar algo que, pela sua dimensão ou poder ou quantidade, causa admiração, espanto, pena ou medo.

No dia a dia, costumamos utilizá-la sem darmos conta. Vejamos alguns exemplos:

Já te avisei um bilhão de vezes!

Quando ele saiu, chorei rios de lágrimas!

Os filmes estão mortos de sede.

Que calor infernal!

Que frio de morrer!

Ela fez-me morrer de rir.

Já te disse isso quinhentas vezes!

A hipérbole é, muitas vezes, publicada na literatura:

"O caso triste e dino da memória, / Que faz o sepulcro os homens desenterra".

(Luís de Camões, Os Lusíadas)

Neste caso, o sujeito poético pretendia realçar a tristeza do caso da morte de Inês de Castro.

* Professora de Português e formadora para a área da língua portuguesa

jn.acordoortografico@gmail.com

19
1