www.jn.ptjn.pt - 13 out 15:26

Que vinhos nos marcam?

Que vinhos nos marcam?

galeriaesquerdaJN\2018\10\ng-64709e41-f910-44ea-bc39-01bab4078ffa.jpg

Sou minhota! Mulher de garra, genuína, e sincera, digo e faço o que me vai na alma! Também gosto de vinhos assim, que espelham de forma fiel a sua origem. Vinhos que, tal como as pessoas, são autênticos, têm personalidade e temperamento fortes! Vinhos que perduram na nossa memória, que nos transportam para o lugar de onde vêm, têm alma e histórias para contar! Logo a seguir ao Alvarinho, duas castas me apaixonam, o avesso e o encruzado. Escolhi por isso um avesso, da Região dos Vinhos Verdes, nativo de Baião e, desde logo, o próprio nome da casta mostra a sua personalidade, vincada e teimosa; um encruzado da região do Dão. Não obstante a casta ter sido plantada naquela região apenas nos anos 50 e principalmente para integrar vinhos de lote, teima em mostrar toda a sua personalidade como monovarietal e com muita autenticidade exprime o melhor do Dão.

Covela Edição Nacional Avesso 2017 | Lima & Smith

Um vinho com alma, autêntico, produzido em vinhas biológicas na histórica Quinta da Covela, datada do século XVI. Cativam-me as suas notas florais características da casta e, depois, as citrinas. É complexo, muito fresco e equilibrado na boca. Muito cremoso após a explosão de flores e frutas, sempre acompanhadas por uma acidez moderada e cristalina. Um vinho singular na região, que fica na memória.

Druida, Dão Branco 2017 | C2O Lda.

Um vinho que expressa de forma fiel a casta e o seu peculiar terroir, onde os solos a 500 metros de altitude são um verdadeiro quebra-cabeças geológico. A sua enologia centra-se numa intervenção mínima, fermentações longas e naturais em barrica, onde o estágio se prolonga por 10 meses. A pureza e equilíbrio deste vinho é incrível. Saltam logo as notas minerais da pedra granítica no nariz, acompanhadas por notas de citrinos, jasmim, pólvora e especiarias. Em boca é tão complexo! Tem volume e estrutura, sem perder a frescura e acidez brilhante que nos marcam. A colheita 2012 deste vinho foi grande inspiradora do meu percurso nos vinhos!

Todos os domingos, na edição impressa do JN, damos-lhe sugestões de vinho.

1
1