rr.sapo.ptOpinião de Ribeiro Cristovão - 12 out 07:34

​O sonho continua

​O sonho continua

Os escolhidos por Fernando Santos produziram uma exibição de classe com resultado final a confirmar a nossa superioridade.

Não era excessivo pensar que a seleção portuguesa poderia regressar da sua viagem à Polónia com proveitos consideráveis e suscetíveis de contribuir de forma decisiva para a entrada na final “four” do campeonato da Europa que vai ter lugar no próximo ano de 2020.

Como escrevíamos ontem, feitas as necessárias comparações quanto à qualidade das duas seleções, a nossa apresentava-se claramente em vantagem, por todas as razões. E isso ficou demonstrado na última noite, na Polónia, onde os escolhidos por Fernando Santos produziram uma exibição de classe com resultado final a confirmar a nossa superioridade.

Em função da vitória alcançada, Portugal manteve o primeiro lugar, agora com seis pontos, a uma distância considerável de italianos e polacos que, à vista, não parecem reunir possibilidades de recuperar o espaço perdido até aqui.

Recordemos que os dois próximos jogos se vão disputar em Novembro, com a Itália lá, e com a Polónia num dos estádios portugueses.

Para além da vitória obtida, ficou a garantia de que temos seleção capaz de assegurar o futuro, ou seja, com condições bastantes de estar presente nas fases finais dos próximos europeu e mundial.

E, se foi possível poder contar a curto prazo com Cristiano Ronaldo as hipóteses aumentam substancialmente.

Sem o melhor do mundo foi possível vencer a Polónia na sua própria casa. Com a sua importante colaboração aumentam as probabilidades de estarmos em condições de fazer boa figura nos próximos cotejos internacionais.

Não era excessivo pensar que a seleção portuguesa poderia regressar da sua viagem à Polónia com proveitos consideráveis e suscetíveis de contribuir de forma decisiva para a entrada na final “four” do campeonato da Europa que vai ter lugar no próximo ano de 2020.

Como escrevíamos ontem, feitas as necessárias comparações quanto à qualidade das duas seleções, a nossa apresentava-se claramente em vantagem, por todas as razões. E isso ficou demonstrado na última noite, na Polónia, onde os escolhidos por Fernando Santos produziram uma exibição de classe com resultado final a confirmar a nossa superioridade.

Em função da vitória alcançada, Portugal manteve o primeiro lugar, agora com seis pontos, a uma distância considerável de italianos e polacos que, à vista, não parecem reunir possibilidades de recuperar o espaço perdido até aqui.

Recordemos que os dois próximos jogos se vão disputar em Novembro, com a Itália lá, e com a Polónia num dos estádios portugueses.

Para além da vitória obtida, ficou a garantia de que temos seleção capaz de assegurar o futuro, ou seja, com condições bastantes de estar presente nas fases finais dos próximos europeu e mundial.

E, se foi possível poder contar a curto prazo com Cristiano Ronaldo as hipóteses aumentam substancialmente.

Sem o melhor do mundo foi possível vencer a Polónia na sua própria casa. Com a sua importante colaboração aumentam as probabilidades de estarmos em condições de fazer boa figura nos próximos cotejos internacionais.

1
1