observador.ptobservador.pt - 16 set 14:49

Furacão Jebi destruiu 51 Ferrari (novinhos em folha)

Furacão Jebi destruiu 51 Ferrari (novinhos em folha)

A época dos furacões está no auge e fez uma série de vítimas. No Japão, o Jebi atacou forte: fez 17 vítimas mortais e provocou 2.000 milhões de euros em danos. Entre eles, 51 superdesportivos Ferrari.

O Jebi foi o maior furação a assolar o Japão deste que, em 1993, o Yancy visitou a ilha do Pacífico. Os seus ventos chegaram a atingir picos de 280 km/h e, como é habitual, apesar de todos os cuidados por parte dos responsáveis pela segurança no país, perderam-se vidas – nada menos do que 17.

Felizmente, desta vez, as perdas tiveram maior preponderância nos danos materiais, mais fáceis de substituir. As autoridades estimam que tenham desaparecido um pouco mais de 2.000 milhões de euros, entre bens particulares a públicos, estes últimos em forma de infra-estruturas, de vias rodoviárias a ferroviárias, passando por linhas de abastecimento de água, gás e electricidade.

Entre os danos, destaque para os que a visita do Jebi provocou ao concessionário da Ferrari na ilha de Rokko. O dealer da marca italiana não foi poupado: dos 53 belos exemplares da marca transalpina expostos, novinhos em filha, 51 ficaram completamente amassados, além de inundados. Segundo os responsáveis pela concessão, o prejuízo ascende a quase 8 milhões de euros.

A imprensa local adianta que os carros e as instalações estão cobertos pelo seguro, mas a verdade é que os clientes vão ter de esperar mais uns largos meses até os veículos agora destruídos sejam repostos pelo fabricante. Isto porque apesar de ser possível reparar um carro que esteve submerso, essa operação não só é extremamente delicada como é dispendiosa, sendo difícil garantir a total eficácia da reparação.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
1
1