rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 16 set 00:54

Francisco. “Não se pode viver uma dupla moral"

Francisco. “Não se pode viver uma dupla moral"

Sumo Pontífice está este sábado na Sicília e já criticou a Máfia.

O Papa na Sicília deixou uma mensagem muito profunda para o interior da Igreja e à luz dos recentes acontecimentos. Francisco sublinhou ao clero que não se pode viver uma dupla moral: uma para o povo de Deus e outra em casa.

“Dar testemunho quer dizer fugir de toda a vida dupla, fugir da hipocrisia de que o clericalismo não está isento, seja no seminário, na vida religiosa, no sacerdócio. Não se pode viver uma dupla moral: uma para o povo de Deus e outra em casa. Quem dá testemunho de Jesus pertence sempre a Jesus e por amor a Jesus empreende uma batalha diária contra os seus próprios vícios e todos os tipos de tentações mundanas”, disse.

Estas declarações do Papa foram feitas num encontro para membros do Clero e institutos religiosos, na Catedral de Palermo, onde repousam os restos mortais do Beato Puglisi, assassinado há um quarto de século pela Máfia.

Antes ainda o Papa tinha almoçado com 1300 pobres, imigrantes e ex-reclusos, no centro “Missão Esperança e Caridade”.

Sempre acompanhado pelo arcebispo de Palermo, D. Corrado Lorefice, neste sábado na Sicilia, o Papa criticou manifestações de religiosidade que incluam qualquer saudação de respeito em frente da casa de um qualquer chefe da Mafia.

1
1