rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 15 set 22:00

F1. Lewis Hamilton na “pole” nas ruas de Singapura

F1. Lewis Hamilton na “pole” nas ruas de Singapura

Max Verstappen (Red Bull) bate Sebastian Vettel (Ferrari).

Após o domínio da Ferrari, durante as sessões de treinos livres, para o GP de Singapura, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) foi o mais rápido na qualificação e vai partir pela 79.ª vez, sétima da temporada, da “pole position”.

No traçado citadino desenhado nas ruas da cidade-estado de Singapura, onde as ultrapassagens não são fáceis, o facto de largar da primeira posição da grelha faz com que o inglês assuma favoritismo para a corrida de amanhã, podendo aumentar a vantagem pontual sobre o alemão Sebastian Vettel (Ferrari), o seu mais direto adversário na corrida ao título.

O inglês garantiu, logo na primeira saída para a pista na Q3, a “pole” com uma volta impressionante de eficácia, e só por 0,015” não chegou ao segundo “35”, não vendo a sua posição em risco na segunda tentativa, que não terminou, por os seus mais diretos perseguidores não terem conseguido melhorar os seus tempos.

Surpresa foi o facto do holandês Max Verstappen (Red Bull) ter garantido a segunda posição da grelha, como consequência de ter sido 0,294” mais rápido do que Sebastian Vettel que tem um “osso duro de roer”, pela frente, para se lançar ao ataque ao inglês.

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) completa a segunda linha da grelha, com o seu compatriota Kimi Raikkonen (Ferrari) e o australiano Daniel Riccairdo (Red Bull) a dividirem a terceira linha numa clara confirmação da superioridade das equipas que têm dominado a temporada.

O mexicano Sergio Perez (Force India) acabou por ser o melhor dos outros, à frente dos franceses Romain Grosjean (Haas) e Esteban Ocon (Force India) e do alemão Niko Hulkenberg (Renault), que completaram o lote de pilotos que chegou à Q3.

O espanhol Fernando Alonso (McLaren) ficou a escassos 0,104” de chegar à Q3, com a diferença entre o 10.º (Esteban Ocon) e o 13.º (Charles Leclerc), da Q2, a ser de 0,200”, o que diz bem da luta que foi travada para a entrada na sessão decisiva.

Grelha de partida

1.ª linha

Lewis Hamilton (Mercedes), 1’36,015”

Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer), 1’36,334”

2.ª linha

Sebastian Vettel (Ferrari), 1’36,628”

Valtteri Bottas (Mercedes), 1’36,702”

3.ª linha

Kimi Raikkonen (Ferrari), 1’36,794”

Daniel Ricciardo (Red Bull/Tag Heuer), 1’36,996”

4.ª linha

Sergio Perez (Force India/Mercedes), 1’37,985”

Romain Grosjean (Haas/Ferrari), 1’38,320”

5.ª linha

Esteban Ocon (Force India/Mercedes), 1’38,365”

Nico Hulkenberg (Renault), 1’38,588”

6.ª linha

Fernando Alonso (McLaren/Renault), 1’38,641”

Carlos Sainz (Renault), 1’38,716”

7.ª linha

Charles Leclerc (Sauber/Alfa Romeo), 1’38,747”

Marcus Ericsson (Sauber/Alfa Romeo), 1’39.453”

8.ª linha

Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda), 1’39,691”

Kevin Magnussen (Hass/Ferrari), 1’39,644”

9.ª linha

Brendan Hartley (Toro Rosso/Honda), 1’39,809”

Stoffel Vandoorne (McLaren/Renault), 1’39,864”

10.ª linha

Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes), 1’41,263”

Lance Stroll (Williams/Mercedes), 1’41,344”

1
1