www.jornaldenegocios.ptjornaldenegocios.pt - 12 ago 10:00

Paixão veloz

Paixão veloz

No Festival da Velocidade de Goodwood, a Montblanc mostrou o seu TimeWalker Manufacture Chronograph Cappuccino. Em louvor do seu passado.
Há muito que os relógios Montblanc celebram a grande paixão pela velocidade que esteve no coração das corridas de automóveis durante o século passado. Nos últimos 25 anos, o espírito das corridas encontrou a sua zona de conforto em Goodwood, um evento onde se reúnem todos aqueles que compartilham essa paixão pela velocidade. Hoje a marca é parceira oficial de cronometragem do Goodwood - Festival of Speed, que decorre em Julho de cada ano. A propriedade de Goodwood transforma-se no Festival da Velocidade, que acaba por ser um dos maiores festivais de automobilismo do mundo e um marco importante no calendário social britânico. Fundado há 25 anos, em Junho de 1993, o Festival Goodwood celebrou este ano o seu Jubileu de Prata com uma apresentação do seu fundador - o Duque de Richmond (ex-Lord March) - "25 momentos memoráveis através de uma exposição de carros."

Como parceiro oficial de cronometragem pelo segundo ano consecutivo, a Montblanc emprestou a sua perícia de cronometragem às numerosas corridas que acontecem durante o evento de quatro dias. Como é costume a cada ano, o festival culminou num "Hillclimb Shootout", que determinou o campeão do 2018 Festival of Speed e o vencedor de um relógio Montblanc - a edição Montblanc TimeWalker Manufacture Chronograph Cappuccino.

Em homenagem ao legado da Minerva, a Montblanc mantém 160 anos de herança relojoeira com as suas colecções. A Minerva Manufacture era conhecida como uma oficina exclusiva, que produzia instrumentos de alta qualidade para medir breves intervalos de tempo com notável precisão - por exemplo, o 1/100 de segundo contador apresentado em 1916. Um exemplo perfeito desse património é o Rally Timer , que foi criado para cronometrar o automobilismo com a máxima precisão e que tem sido a fonte de inspiração para o TimeWalker. Este modelo Chronograph Cappuccino, que foi estrela em Goodwood, utiliza um calibre MB 25.10 da marca, tem uma reserva de marcha de 46 horas e um diâmetro de 43 mm.

Icónico

Conhece-se o ADN da Bell & Ross. Agora, dentro dessa linha, a marca apresenta um surpreendente BR 01 "Caveira", que apresentado inicialmente em 2009, está entre os primeiros a navegar na corrente dos relógios Skull. Incentivada por este sucesso, a Bell & Ross apresentou, em 2011, dois novos modelos de edição limitada, entre eles o famoso BR 01 Tourbillon Skull. Em 2015, foi lançada uma terceira série revisitada. Esta colecção adopta uma caixa em bronze, que ganha pátina com o tempo, transformando cada exemplar numa peça única. Em 2016, a Bell & Ross inovou com o conceito BR 01 Burning Skull, cuja caixa gravada está revestida com laca preta, numa referência à tinta dos tatuadores.

Agora a Bell & Ross apresenta um novo relógio Skull dotado, desta vez, de um movimento autómato. Neste relógio, o maxilar da caveira move-se como se estivesse a troçar. Com perto de 10 anos de existência, a família Skull da Bell & Ross tornou-se assim icónica, até porque há séculos que a caveira é utilizada, nomeadamente pelos piratas. Exibiam-na como um talismã, que lhes dava coragem e intimidava os seus inimigos. Este símbolo foi também utilizado pelos militares, lembrando-lhes constantemente a sua própria vulnerabilidade. O BR 01 Laughing Skull presta-lhes homenagem. Este novo relógio da Bell & Ross esconde um carácter poderoso. O maxilar da caveira anima-se quando se dá corda. Para conseguir este efeito, a marca desenvolveu o BR-CAL.206, um calibre 100% manufactura cujo recorte tem também a forma de caveira. Este mecanismo adapta-se perfeitamente à caixa Skull. No prolongamento dos quatro ossos, as quatro pontes fixam a platina à caixa. Estes elementos combinam-se para formar um conjunto único que paira no centro do relógio. Um poderoso 46 mm.


1
1