www.dinheirovivo.ptdinheirovivo.pt - 12 ago 12:07

Dionísio Pestana compra prédio e obriga Beta-i e loja CTT a sair

Dionísio Pestana compra prédio e obriga Beta-i e loja CTT a sair

Empresário madeirense e grupo de parceiros pagou 12,6 milhões por edifício em Lisboa. Arrendamento não foi renovado.

Dionísio Pestana e um grupo de sócios compraram por 12,6 milhões um edifício detido pelo Fundo de Pensões do Santander Totta na Avenida Casal Ribeiro, em Lisboa, para desenvolver um projeto imobiliário, apurou o Dinheiro Vivo. A mudança de proprietário está a levar à saída da loja dos CTT e da Beta-i do espaço na zona do Saldanha, processo que deverá ficar concluído até final de outubro.

No ano passado o edifício da Casal Ribeiro foi um dos imóveis alienados pelo Fundo de Pensões do Santander Totta, operação que representou uma mais-valia de 1,47 milhões de euros, de acordo com o relatório e contas do fundo. Nesse mesmo ano, o Fundo de Pensões alienou ainda outro antigo edifício dos CTT, na Praça Humberto Delgado, no Porto, por 20 milhões, tendo realizado uma mais-valia de 2,15 milhões. Este último, conhecido como o Palácio dos Correios, foi comprado pela Câmara Municipal do Porto, estando aí instalado o Gabinete do Munícipe, não se concretizando rumores de que o espaço teria sido comprado por um promotor privado para aí instalar um hotel.

Dionísio Pestana, juntamente com outros sócios, será o novo proprietário do edifício da Casal Ribeiro. Na mesma avenida vai nascer, no próximo ano, o Hotel Casal Ribeiro, espaço com oito andares e 56 quartos que resulta da transformação de um edifício de escritórios. As obras do projeto, adjudicado pela Flaming Tranquility à Sacyr Somague, arrancaram em julho e deverão terminar em 15 meses.
Mas não deverá ser esse o destino do edifício comprado por Dionísio Pestana. Ao que foi possível apurar, para o espaço não está previsto um projeto de hotelaria, mas na área de imobiliário. Contactado, o Grupo Pestana, dono de vários hotéis em Portugal e no mercado externo, não quis comentar esta informação.

CTT e Beta-i de saída
A mudança de mãos levou à saída até final de outubro dos atuais inquilinos, os CTT e a Beta-i, que viram os seus contratos de arrendamento não serem renovados. “Iremos sair do imóvel da Avenida Casal Ribeiro no final de outubro de 2018, data em termina o contrato de arrendamento, que vigora desde 2003. Este contrato diz respeito a todo o edifício, que já há muitos anos deixou de ser propriedade dos CTT e onde a empresa atualmente aproveita apenas a loja. Uma vez que não será renovado o contrato de arrendamento para a totalidade do edifício optou-se por transferir a loja CTT para uma nova localização”, diz fonte oficial do operador postal.

A loja da Casal Ribeiro – “que é muito relevante para a atividade dos CTT” – vai ser “transferida para uma localização próxima”, na Avenida João Crisóstomo. “A abertura da nova loja, prevista para outubro, é coincidente com o encerramento da atual loja na Avenida Casal Ribeiro.

A associação de apoio ao empreendedorismo Beta-i, e a principal ocupante do edifício, tem ordem para sair até ao final de outubro, adiantou fonte da empresa ao Dinheiro Vivo. A decisão representa a saída de mais de 50 pessoas para uma nova localização, após em fevereiro a organização responsável pelo programa de aceleração Lisbon Challenge ter fundido operações com a boutique de inovação Couture, que operava no mesmo edifício.

1
1