visao.sapo.ptRicardo Araújo Pereira - 9 ago 08:22

Exercícios de discurso político-futebolístico

Exercícios de discurso político-futebolístico

Repare no momento da aquisição em movimento lento: o prédio já estava em queda. O Ricardo Robles nem lhe tocou. É verdade que depois remodela, mas não há qualquer intenção de especular

Ilustração: João Fazenda

– Sinceramente, não me parece penalty.

– Mas ainda há pouco, noutra área, considerou ilegal uma acção muito semelhante. Em Alfama não 
é igual?

– Não, são lances diferentes. Repare no momento da aquisição em movimento lento: o prédio já estava em queda. O Ricardo Robles nem lhe tocou. 
É verdade que depois remodela, mas não há qualquer intenção de especular.

– Não empurrou os inquilinos?

– Não. Há contacto, porque a actividade imobiliária é um desporto de contacto, mas tudo dentro da legalidade.

– Alguns inquilinos dizem que foram empurrados.

– Estão claramente a fazer teatro.

– Desculpe, mas parece-me que só diz isso 
porque o Ricardo Robles está vestido de vermelho. 
Se estivesse vestido de azul ou de laranja diria 
a mesma coisa?

– Sim, é claríssimo que não existe infracção. 
Um dos apartamentos era para a irmã. Só que, 
como a irmã afinal não regressou ao nosso país, 
os apartamentos foram colocados na Christie’s com 
o objectivo de serem vendidos para alojamento local.

– Só havia essas duas hipóteses?

– Sim. Só quem nunca jogou ao imobiliário é que pensa doutra maneira. Quem reabilita um prédio em zona histórica reserva um apartamento para a irmã, para que ela depois faça a gestão do arrendamento sensato e honesto das outras fracções. Ou então coloca o imóvel numa imobiliária de propriedades de luxo e tenta vender para alojamento local pelo quíntuplo do que o prédio custou. Não há mais nenhuma alternativa.

– Não é estranho que a irmã de Ricardo Robles invista um milhão de euros num prédio para depois vir habitar um apartamento que é menor do que uma sala?

– Sim. Gente rica faz coisas muito parvas, como aliás estamos fartos de assinalar. Mas este caso Ricardo Robles visa, no fundo, desviar as atenções 
de problemas que há noutros clubes, e que...

– Desculpe interromper. Dizem-me agora que Ricardo Robles acaba de se demitir.

– Sim, era inevitável. Vendo bem as imagens de outro ��ngulo, parece-me que o penalty é claro. Há aqui elementos que eu não tinha há dois minutos. É penalty, é. E dos graves. Ui, a maneira como ele entra a pés juntos num prédio da Segurança Social, provocando gentrificação. Isto é capaz de lesionar gravemente a cidade. Sim, sim. Penalty e vermelho directo. Sempre o disse, aliás.

(Crónica publicada na VISÃO 1326 de 2 de agosto)

1
1