observador.ptobservador.pt - 14 jul 00:15

Dois dias para beber o terroir no Vinho ao Vivo 2018

Dois dias para beber o terroir no Vinho ao Vivo 2018

Está de regresso o festival de vinhos que privilegia a produção independente, biológica e artesanal. Saiba o que esperar e prepare-se para provar néctares surpreendentes

Mais um ano, mais um Vinho ao Vivo, o autoproclamado “Festival Europeu do Terroir” que ocupará o restaurante À Margem, na zona de Belém, durante os dias 13 e 14 de julho.

Segundo a organização — a distribuidora de vinhos Os Goliardos –, o Vinho ao Vivo é “um encontro de 35 produtores de vinho europeu” que pretende dar a conhecer o que de melhor se faz no panorama dos vinicultores independentes que “trabalham os seus vinhos pelo local de origemm, pela cultura, tradição e paisagens locais”. Fala-se então de pessoas que gostam de “vinho sem artificialidade”, feitos de forma artesanal e biológica. Os chamados “vinhos naturais”.

O objetivo do certame permanece inalterado e dedica-se a promover a “cultura do vinho enquanto património humano e natural” que pretende espelhar de forma cristalina a terra de onde veio. Longe das grandes marcas e gigantes da distribuição, o VV é uma as feiras de vinhos mais irreverentes do país.

Durante estes dois dias de festa, várias bancas serão colocadas no caís em frente à esplanada do À Margem, com o Tejo como pano de fundo, e todos os visitantes poderão provar bebidas, claro, mas também alguns petiscos. A juntar a tudo isto há ainda várias atuações musicais de grupos de jazz, música clássica ou músicas do mundo. Escusado será dizer que tudo aquilo que aqui provar vai poder levar para casa, já que os vinhos estarão à venda.

Vinho ao Vivo 2018
Esplanada À Margem, Doca do Bom Sucesso, 1400-038 Lisboa
13 e 14 de julho, das 19h às 24h
25€ (bilhete de um dia); 40€ (passe de dois dias)

1
1