sol.sapo.ptsol.sapo.pt - 13 jul 14:58

Copiloto fumador leva a descida repentina de aeronave

Copiloto fumador leva a descida repentina de aeronave

A tripulação desceu 6.500 metros rapidamente e os passageiros foram obrigados a usar máscaras de oxigénio

Um copiloto da Air China começou a fumar um cigarro eletrónico (em inglês vape) durante o voo na passada terça-feira e, acidentalmente, terá desligado o ar condicionado, o que fez com que os níveis de oxigénio baixassem. Para que tudo voltasse ao normal, a tripulação desceu 6.500 metros rapidamente e os passageiros foram obrigados a usar máscaras de oxigénio.

Um relatório da administração da Aviação Civil da China afirma que o copiloto tentou desligar uma das saídas do oxigénio para conseguir fumar, impedindo o fumo de chegar à cabine sem que o capitão desse conta e , acidentalmente, desligou o sistema de ar condicionado do avião. Aos passageiros, foi-lhes pedido que apertassem os cintos de segurança para a descida rápida e a tripulação fez com que as máscaras de oxigénio caíssem para que estes a colocassem, devido a normas de segurança da companhia.

Assim que repararam que o sistema de ventilação tinha sido desligado, este foi imediatamente reativado.

As autoridades chinesas já estão a investigar o caso para determinar exatamente o que terá desencadeado o acidente.

A companhia chinesa já manifestou a sua “tolerância – zero” por este caso, nas redes sociais. A equipa da Air China está proibida, desde 2006, de fumar cigarros eletrónicos, mas já houve acusações de membros de outros voos que o terão feito , segundo a BBC.  

1
1