eco.pteco.pt - 13 jul 14:12

Singularity University impulsiona a tecnologia em Cascais

Singularity University impulsiona a tecnologia em Cascais

O objetivo da instituição, agora com uma delegação em Portugal, é através da tecnologia, como a robótica, biologia digital ou inteligência artificial, resolver os grandes problemas da humanidade.

Pela primeira vez, a Singularity University (SU) organizou um evento em Portugal. A comunidade global, que tem como missão educar, inspirar e capacitar líderes para resolverem, através das tecnologias, os desafios que a humanidade enfrenta, estabeleceu uma delegação em Lisboa, a SingularityU Cascais Lisbon. Criar soluções inovadoras com recurso à inteligência artificial, robótica ou biologia digital é o grande objetivo.

“À medida que as equipas regionais capacitam comunidades locais para dar apoio ao desenvolvimento de tecnologias exponenciais, o potencial para criar impacto a nível local e global cresce”, defende Dharmishta Rood, diretora de relações & comunidade da Singularity, citada em comunicado enviado pela instituição com sede no NASA Research Park (Silicon Valley, EUA). “Este novo Cascais Lisbon Chapter marca mais um passo em frente, na estratégia de expansão global da comunidade da Singularity University”, acrescenta.

“Cascais tem vindo a afirmar-se como um centro de inovação cada vez mais relevante no espaço da Grande Lisboa, e o foco do nosso novo Chapter será o de apoiar iniciativas tecnológicas que procurem ter um impacto positivo na comunidade. Estamos a lançar o SingularityU Cascais Lisbon Chapter precisamente para ajudar a expandir o alcance e impacto da tecnologia nesta região“, disse Ricardo Marvão, embaixador do Cascais Lisbon Chapter, em comunicado.

Na passada quarta-feira, ao final da tarde, o IDEIA HUB — Palácio Sotto Mayor, em Lisboa, recebeu o primeiro evento da SU em Portugal. O painel de oradores foi composto por Sofia Couto da Rocha, co-fundadora da SkinSoul, Paulo Pisano, chief people officer da Galp Energia, Pedro Corte Garcia, co-fundador da Mov.e, e Ricardo Marvão, co-fundador da Beta-i e embaixador do SingularityU Cascais Lisbon Chapter. Os fundadores de startups, decisores e líderes empresariais partilharam as suas experiências durante o evento.

As delegações, ou SingularityU Chapters, estão localizadas em alguns dos maiores e mais inovadores centros globais de tecnologia no mundo. Para a SU, estas delegações são essenciais para permitir que os ecossistemas locais apostem na inovação, com recurso a eventos que trazem a palco especialistas locais e patrocinadores dos SU Global Impact Challenges (GICs) que tenham algo para contar e ensinar.

“Em Cascais recebemos esta transformação de braços abertos e queremos ser agentes ativos da mesma, pelo que esta parceria faz todo o sentido. Cascais quer estar na linha da frente desta reflexão porque a qualidade de vida dos nossos cidadãos é o foco principal do nosso trabalho”, afirmou Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais.

Até agora, existem 116 SingularityU Chapters, num total de 61 países. O programa, lançado pela primeira vez em 2015, já organizou vários eventos, todos eles focados nas tecnologias como forma de gerar impacto. Só no ano passado, foram organizados 320 eventos, reunindo um total de mais de 25 mil participantes.

1
1