observador.ptobservador.pt - 15 jun 01:28

Rafael Leão para Bruno de Carvalho: “Estamos juntos, boss”

Rafael Leão para Bruno de Carvalho: “Estamos juntos, boss”

Como prometido, Bruno de Carvalho partilhou no Facebook mensagens que trocou há dias com Rafael Leão. Foi a resposta do presidente do Sporting à decisão do jogador de rescindir o contrato.

Não foi preciso mais de um minuto para Rafael Leão responder à mensagem que Bruno de Carvalho. Foi no último domingo, dia de aniversário, dia em que a promessa de Alvalade completava 19 anos de idade. A curta mensagem de parabéns do presidente para o atleta teve resposta imediata: “Estamos juntos, boss.”

Na conferência de imprensa que deu esta quinta-feira à noite, já depois de saber que o tribunal da comarca de Lisboa tinha inviabilizado as Assembleias Gerais de 17 e 21 de junho, Bruno de Carvalho prometeu divulgar mensagens trocadas recentemente com o jovem atacante. Horas depois, cumpria a promessa.

O título que acompanha a imagem deixa uma interrogação carregada: “Justa causa?????” A primeira mensagem que se pode ver na imagem reporta a dia 16 de maio, na madrugada do dia seguinte ao ataque organizado a Alcochete. O texto é em tudo idêntido ao enviado ao resto da equipa. O presidente pede “desculpa” por aquilo que define como um “ato criminoso” e garante “punições” a “todos os envolvidos”. Essa mensagem ficou sem resposta.

Um mês mais tarde já tudo tinha acontecido. Rescisões de jogadores, guerra jurídica entre dirigentes do clube, ataques em praça pública, etc, etc, etc. Mas a reação de Rafael Leão foi diferente — houve resposta. Bruno de Carvalho enviou um “forte abraço de parabéns” ao jogador às 11h16 da manhã. Bastou um minuto. E eis a resposta: “Obrigado. Estamos juntos, boss.”

RAFAEL LEÃO PARA O PRESIDENTE DOMINGO PASSADO!Justa causa?????

Posted by Bruno de Carvalho on Thursday, June 14, 2018

O ponto de Bruno de Carvalho é este: depois dos insultos à equipa na Madeira e à chegada a Lisboa, depois de uma invasão à Academia de Alcochete que acabou com agressões a vários jogadores e elementos da equipa técnica do Sporting, depois de meia dúzia dos colegas de equipa terem rescindido o contrato que os ligava a Alvalade justificando justa causa, Rafael Leão segue o mesmo caminho, batendo com a porta e alegando exatamente os mesmos motivos? E essa saídaestá ligada, como circula há dias na comunicação social, à continuidade de Bruno de Carvalho à frente do clube? Então, se o ambiente entre a direção e os jogadores está de cortar à faca, como se justifica a última troca de mensagens?

Ao publicar a imagem da troca de mensagens na sua conta Facebook, o presidente do clube quis colocar em causa a justificação apresentada pelos jogadores para quererem sair de Alvalade. Já o tinha feito com outros atletas; agora foi a vez de Rafael Leão. “Estávamos avisados há dois dias que ia haver esta encenação” com a saída do atacante, disse Bruno de Carvalho na conferência de imprensa desta quinta-feira, lamentando a decisão tomada pelo jogador.

“Ontem tentei falar com o pai, [mas] já percebi que outros valores falaram mais alto e espero que os sportinguistas percebam o que está por trás disto”, disse Bruno de Carvalho. Ora, a ideia era, afinal, esta: “Por trás disto não está nenhum problema com Bruno de Carvalho”. As rescissões em série têm outra justificação, considera o dirigente sportinguista. “Tudo tem um fundo, chama-se dinheiro e controlo da SAD”, resumiu.

1
1