observador.ptobservador.pt - 14 jun 17:50

É desta que o calor veio para ficar? Temperaturas máximas vão chegar aos 37º no Alentejo

É desta que o calor veio para ficar? Temperaturas máximas vão chegar aos 37º no Alentejo

O Instituto Português do Mar e Atmosfera confirmou que haverá um aumento das temperaturas máximas em todo o país. No entanto, ainda não é certo que o calor se mantenha até ao verão.

Quem por estes dias esteve em Portugal não diria que a época do verão já tinha começado. Entre chuva, vento e temperaturas mais baixas do que o normal, as idas à praia foram adiadas enquanto se esperava uma melhoria da meteorologia e se invejava o calor que a seleção portuguesa está a desfrutar na Rússia (estão mais de 30º em Sochi). Mas esta quinta-feira já houve melhor tempo, mas mantém-se a dúvida: o calor veio mesmo para ficar? Foi desta que chegou o Verão?

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), ainda não é garantido de que o calor está de volta definitivamente, mas haverá um aumento da temperatura máxima em todo o país a partir deste domingo, dia 17. Em Lisboa, os termómetros vão chegar aos 30º graus, no Porto aos 25º e em Évora e Beja aos 37º.

No entanto, explicou Patrícia Gomes, do IPMA, ao Observador,”na semana de 25 de junho e 1 de julho irão verificar-se algumas anomalias negativas de temperatura”, ou seja, a temperatura poderá estar abaixo do que é esperado para a época, ainda que não seja uma grande variação (entre zero e um grau). Quanto ao nível da precipitação, estará tudo “dentro do normal”.

As regiões mais quentes serão, como de esperar, as do interior e sul. Já nas regiões do norte e litoral, especialmente “devido à nortada” prevêem-se temperaturas mais baixas.

Quanto ao índice de raios ultravioleta (UV), a meteorologista explicou que o mês de Junho é o período em que os valores são mais elevados, registando-se um risco de exposição entre o muito elevado e o extremo. Os meteorologistas aconselham um reforço dos cuidados básicos: utilizar óculos de sol com filtros de proteção UV, evitar os períodos críticos de exposição ao sol (entre as 11h e as 15h) e utilizar protetores solares adequados.

1
1