www.publico.ptpublico.pt - 14 jun 15:20

Mundial 2018. Quem vai ganhar? Brasil, Brasil, Brasil... e Bélgica – os palpites da imprensa internacional

Mundial 2018. Quem vai ganhar? Brasil, Brasil, Brasil... e Bélgica – os palpites da imprensa internacional

Nas casas de apostas, nos modelos estatísticos e nos puros palpites de jornalistas o Brasil surge como o grande favorito. A BBC é a excepção e aponta para a Bélgica.
El País: Brasil é favorito

O jornal espanhol El País criou um modelo estatístico para calcular quem é o favorito a ganhar o Mundial. E coloca o Brasil à frente de todos os outros, com 16,6% de hipóteses de vencer, acima da Espanha (12,8%), Alemanha (11,5%) e Argentina (11%). Portugal surge no quinto lugar, com 7,4% de possibilidades de ser campeão na Rússia. Este modelo foi construído com base nos resultados de cada selecção, nas ocasiões de golo que cada equipa cria e concede, além do valor de mercado dos jogadores e do nível do clube em que alinham. Ao todo, foram utilizadas as estatísticas de 32 mil jogos.

Casas de apostas colocam Brasil à frente

As casas de apostas são sempre um barómetro importante nestes momentos. Para quem aposta, Brasil e Alemanha são os favoritos. Na média do site Oddschecker, o Brasil surge com uma odd de 9/2, seguida da Alemanha (11/2) e da Espanha (13/2).

BBC aponta para a Bélgica

O site da televisão pública britânica construiu um palpite tendo como base as estatísticas e as tendências dos Mundiais do passado. Entre as 32 equipas que participam na prova, a BBC reduziu o lote de favoritos a oito, usando o argumento de que a vencedora será um cabeça-de-série, o que excluiu 24 selecções, deixando apenas como potenciais candidatos França, Alemanha, Brasil, Portugal, Argentina, Bélgica, Polónia e Rússia. A seguir, a BBC elimina a Rússia, tendo em conta que só uma vez (a França em 1998) o anfitrião da prova foi campeão mundial. Para a televisão britânica, a Polónia é a selecção seguinte a cair, graças ao mau desempenho defensivo – nos cinco Mundiais com 32 equipas, o campeão nunca sofreu mais do que quatro golos em sete jogos.

De seguida, a BBC lembra que só por uma vez (o Brasil na Suécia em 1958) um Mundial na Europa foi vencido por uma selecção não europeia. Com a exclusão de Brasil e Argentina, a lista do site britânico fica reduzida a França, Bélgica, Alemanha e Portugal. O critério seguinte neste palpite é a qualidade do guarda-redes, tendo em conta que quatro dos últimos cinco campeões mundiais tiveram o melhor guarda-redes do torneio. E aqui é Portugal a ser eliminado na lista, já que para a BBC Hugo Lloris (França), Manuel Neuer (Alemanha) e Thibaut Courtois (Bélgica) têm mais hipóteses de ser o "Luva Dourada" do que Rui Patrício (Portugal).

O critério seguinte é a experiência, o que coloca a Alemanha (média 43,26 internacionalizações) e a Bélgica (45,13) à frente da França (24,56). E para terminar este raciocínio especulativo a BBC lembra que o Brasil (1958/1962) foi o único campeão a conseguir renovar o título, pelo que aposta num triunfo da Bélgica.

FiveThirtyEight escolhe Brasil

O site FiveThirtyEight, do estatístico Nate Silver, também desenvolveu um modelo para o Mundial 2018, que é actualizado em tempo real. O Brasil surge como o principal favorito (23% de hipóteses de vencer se for primeiro do grupo), à frente da Espanha (22%) e da Alemanha (17%) e da França (11%). Portugal surge em quinto (com cerca de 10%, tal como a Argentina). Este modelo estatístico tem por base os resultados das selecções e o seu histórico em Mundiais.

Jornalistas do Guardian preferem Brasil

O britânico Guardian fez algo menos científico e preferiu fazer uma ronda pelos seus jornalistas e comentadores. O Brasil voltou a equipa referida como principal favorita, à frente da Alemanha, França e Argentina.

1
1