rr.sapo.ptrr.sapo.pt - 14 jun 18:15

Rita Garcia Pereira espera que não seja necessária intervenção policial

Rita Garcia Pereira espera que não seja necessária intervenção policial

Decisão do Tribunal bem recebida pela Comissão Fiscalizadora nomeada por Marta Soraes e com apelo a Bruno de Carvalho.

Rita Garcia Pereira, elemento da Comissão Fiscalizadora nomeada por Jaime Marta Soares reagiu, em declarações a Bola Branca, à decisão do Tribunal da Comarca de Lisboa de suspender as assembleias convocadas por Bruno de Carvalho para os dias 17 de junho e 21 julho.

A advogada lembra que os "fundamentos são iguais aos da nota de culpa". Agora, espera que "esta decisão seja acatada", revelando ainda que, em relação à suspensão determinada pela Comissão, também o juiz teve o mesmo entendimento.

Desta forma, Rita Garcia Pereira considera que, por este motivo, "Bruno de Carvalho não se apresentou hoje nas instalações do clube".

A causídica deixa ainda um apelo, no sentido de que, "honestamente, não seja preciso o recurso à força pública".

"Espero e acredito que não será", reforça.

"Este é o apelo que temos deixado sempre, desde o início. Inicialmente como sportinguista, o apelo sempre foi para que o regulamento e, em particular, os estatutos sejam cumpridos. Que se faça, no fundo, ouvir a vontade dos sócios, mas numa assembleia regularmente constituída", que, como se sabe, está designada para o próximo dia 23 de junho, no Altice Arena.

1
1