observador.ptobservador.pt - 14 jun 21:28

Portugal adere ao memorando contra alterações climáticas liderado pela Califórnia

Portugal adere ao memorando contra alterações climáticas liderado pela Califórnia

A adesão de Portugal ao memorando "Under 2 coalition", que junta 17 Estados norte-americanos contrários à política ambiental da administração de Donald Trump, foi transmitida por António Costa.

O primeiro-ministro, António Costa, manifestou esta quinta-feira ao governador da Califórnia a adesão de Portugal ao memorando internacional liderado por este Estado norte-americano para o combate às alterações climáticas e cumprimento das metas do acordo de Paris.

Esta posição de adesão de Portugal ao memorando “Under 2 coalition”, que junta 17 Estados norte-americanos contrários à política ambiental da administração de Donald Trump, foi transmitida por António Costa no final de uma reunião de hora e meia com o governador da Califórnia, Jerry Brown, um dos políticos democratas com maior notoriedade nos Estados Unidos.

“Podemos contar com Jerry Brown numa comunhão de valores em torno de desafios, como o combate às alterações climáticas e na promoção de energias limpas. Queremos o cumprimento das metas do acordo de Paris – e pretendemos at�� superá-las”, declarou António Costa.

Jerry Brown referiu-se em particular a uma grande conferência internacional que se realizará em São Francisco, em setembro próximo, tendo como base o memorando “Under 2 coalition” e deixou uma garantia.

“A Califórnia tudo fará para reduzir as emissões de gases com efeito estufa. Temos de nos unir contra os efeitos do aquecimento global. O que estamos a fazer não é suficiente”, declarou Jerry Brown. António Costa, por sua vez, procurou salientar a importância desta ação desenvolvida pela Califórnia, referindo que este Estado norte-americano “é a quinta economia mundial”.

Onde o Estado falha

Conhece algum caso em que o Estado está a falhar? O seu hospital não funciona? Chove na escola onde o seu filho anda? A esquadra tem más condições? Preencha o formulário para os jornalistas do Observador investigarem.

1
1