expresso.sapo.ptexpresso.sapo.pt - 14 jun 15:54

Milionário quer dividir a Califórnia em três estados. Proposta tem milhares de seguidores

Milionário quer dividir a Califórnia em três estados. Proposta tem milhares de seguidores

A proposta, que reuniu o apoio de cerca de 1,1% do total da população da Califórnia, será votada nas eleições intercalares de novembro. Obstáculos à sua aplicação são, contudo, muitos, a começar desde logo pelo Congresso norte-americano, onde terá de ser aprovada

A ideia parece rebuscada mas a verdade é que teve o apoio necessário para ser votada nas eleições intercalares dos EUA, que se realizam este novembro. Um milionário e investidor em bitcoin chamado Tim Draper quer dividir a Califórnia em três estados porque acredita que isso irá garantir “melhor educação e infraestruturas e menos impostos” e há cerca de 400 mil californianos que concordam com ele, isto é, cerca de 1,1% do total da população.

Segundo os planos de Tim Draper, a Califórnia como a conhecemos dividir-se-ia em Califórnia do Norte (que abrangeria quase na totalidade a metade norte do Estado norte-americano, incluindo São Francisco, Silicon Valley e Sacramento), Califórnia do Sul (que iria desde Fresno, no centro, até à fronteira entre os EUA e o México) e Califórnia, que englobaria seis condados costeiros entre Los Angeles e Monterey.

A divisão da Califórnia em três regiões é a última versão de uma proposta que começou por sugerir a divisão deste estado norte-americano em seis estados, tendo Tim Draper gasto 5,2 milhões de dólares (cerca de 4,4 milhões de euros) em 2014 numa campanha para convencer a população a aderir à sua ideia. Na altura, descobriu-se que muitas das assinaturas não eram válidas, tendo a proposta sido anulada. Desta vez, conseguiu recolher o apoio de 402,468 pessoas, o que significa que a proposta será votada nas intercalares de novembro.

Tim Draper tem argumentado que a divisão do estado em três garantirá uma melhor educação e melhores infraestruturas à população, assim como menos impostos. “Os três novos governos de estado serão capazes de inovar e servir melhor os californianos”, lê-se no comunicado emitido pelo milionário em novembro.

Se a proposta for aprovada, estaremos perante a primeira divisão de um estado norte-americano desde que a Virgínia Ocidental se separou da Virgínia durante a guerra civil nos EUA. Analistas políticos e académicos duvidam, no entanto, que ela venha de facto a ser concretizada. Até porque são muitos os obstáculos que terá pela frente, a começar desde logo pelo Congresso americano, onde terá de ser aprovada. “O meu palpite é que os eleitores vão votar contra e que tudo isto terá sido, como viremos a perceber, uma perda de tempo”, afirmou Jim Newton, professor e especialista em políticas públicas na Universidade da Califórnia em Los Angeles. Segundo uma sondagem divulgada em abril pelo Survey USA apenas 17% dos eleitores americanos concordavam com a proposta.

Tim Draper fez fortuna investindo em serviços como o Hotmail e o Skype. Nos ��ltimos anos, os seus investimentos em criptomoedas fizeram várias manchetes bem como o seu apoio à start-up de análises clínicas Theranos e à sua fundadora acusada de defraudar investidores e caída em desgraça, Elizabeth Holmes. “Acho que ninguém além de Tim Draper considera que isto é uma boa ideia”, disse Steven Maviglio, consultor político democrata e porta-voz de uma campanha que pretende precisamente fazer oposição à do milionário, designada “OneCalifornia”. “A nossa única dificuldade é fazer com que as pessoas levem isto a sério. No atual clima político, é preciso levar tudo a sério”, acrescentou, citado pelo jornal britânico “The Guardian”.

1
1