www.vidaeconomica.ptvidaeconomica.pt - 14 jun 20:38

Mais de 200 pontos de venda e 250 mil euros de faturação são as metas para o final de 2018

Mais de 200 pontos de venda e 250 mil euros de faturação são as metas para o final de 2018

O trajeto da Naturally Green no mercado tem sido marcado pela expansão. Desde o arranque do projeto em outubro de 2016 até hoje, a marca já conseguiu aumentar o número de insígnias comercializadas de um para sete e o número de retalhistas disponíveis para comercializar os produtos continua a crescer.
Quais são os próximos passos da marca a curto e longo prazo?
O nosso objetivo é estabilizar e fazer crescer as marcas que temos atualmente, fazendo chegar os produtos que distribuímos a cada vez mais pessoas e estando sempre atentos a oportunidades de negócio que possam surgir. Queremos sempre ter os melhores produtos e as melhores marcas, pelo que é um negócio bastante dinâmico e não sabemos o que pode acontecer amanhã.

Quais são os resultados da Naturally Green até hoje no mercado?
Começámos com a marca Violife em outubro de 2016 e, desde abril, aumentámos o nosso portefólio para sete insígnias. Assim sendo o volume de faturação tem aumentado bastante e julgo que este ano iremos já ultrapassar os 250 mil euros. Os clientes têm também aumentado todas as semanas e estou certo que, em breve, vamos ultrapassar a barreira dos 200 pontos de venda.

Na perspetiva pessoal, tem novos projetos com lançamento previsto para o futuro próximo?
No futuro próximo quero estabilizar o que temos. Também na área do desporto tivemos novidades recentemente, com a aquisição da representação da marca Tecnifibre em Portugal, pelo que nos espera muito trabalho pela frente em todas as vertentes. No entanto, somos uma equipa atenta à evolução do mercado e às oportunidades disponíveis.
1
1