tribunaexpresso.pttribunaexpresso.pt - 13 jun 14:23

“Não há interesse em eleições porque já se percebeu que se o dr. Bruno de Carvalho for a eleições, ganha”

“Não há interesse em eleições porque já se percebeu que se o dr. Bruno de Carvalho for a eleições, ganha”

Bruno de Carvalho tinha anunciado uma conferência de imprensa em Alvalade - onde está impedido de entrar -, às 14h, mas quem apareceu foi a Comissão Transitória nomeada por ele, que respondeu à suspensão do Conselho Diretivo

"Uma putativa Comissão de Fiscalização". Foi assim que Elsa Tiago Judas, presidente da Comissão Transitória da Mesa da Assembleia Geral - comissão essa nomeada pelo Conselho Diretivo liderado por Bruno de Carvalho -, se referiu à Comissão nomeada pela Mesa da Assembleia Geral, que anunciou esta quarta-feira a suspensão de Bruno de Carvalho e dos restantes membros do Conselho Diretivo.

Ao contrário do que estava anunciado, Bruno de Carvalho não compareceu à conferência de imprensa, estando presentes apenas Fernando Correira, porta-voz do presidente, Bernardo Trindade Barros, vice-presidente da Comissão Transitória, e Elsa Tiago Judas.

Foi a presidente da Comissão Transitória quem tomou a palavra primeiro, para responder à Comissão de Fiscalização, acusando-a de "não querer dar voz aos sócios", afinal. Quem manda é a AG, não é a Mesa da AG. É aos sócios que tem de ser dada a ��ltima palavra, penso que todos os sportinguistas estarão de acordo", disse.

"Não é preciso ser muito inteligente, basta ter boa fé para entender isto. O ex-presidente da Mesa percebeu que o dr. Bruno de Carvalho e o Conselho Diretivo têm feito um excelente trabalho, reconhecido pelos sócios. Não há interesse em eleições porque já se percebeu que se o dr. Bruno de Carvalho for a eleições, ganha. O ponto fundamental é que não lhes interessa dar a voz aos sócios", argumenta Elsa Tiago Judas

1
1